Comparação de métodos de laboratório e de campo para a estimativa da área foliar em fruteiras silvestres

Comparison of laboratory and field methods for the estimation of leaf area of wild fruit species

Foi realizado um trabalho com o objetivo de estudar diferentes métodos de laboratório e de campo para a estimativa da área foliar de fruteiras silvestres, pertencentes à família Myrtaceae, a saber: uvalheira (Eugenia uvalha Camb.), aracazeiro (Psidium cattleyanum Sabine), goiabeira serrana (Feijoa sellowiana Berg.) e pitangueira (Eugenia uniflora DC). Entre os métodos de laboratório, também utilizados como "padrão", bons resultados foram obtidos utilizando-se um medidor automático de área foliar, planímetro ou através do método gravimétrico (fotocópia ou papel filtro). Dentre os métodos de campo, os melhores resultados foram obtidos por regressão linear. As estimativas das áreas foliares (y) para as quatro espécies estudadas podem ser tomadas a partir das equações: y = 2,658 + 0,554X, para o araçazeiro; y = 0.75X ou y = 0,856X - 2,115, para a goiabeira serrana; y = 0.68X, para a uvalheira e y = 0,69X ou y = 0,503 + 0,643X, para a pitangueira, sendo X = comprimento x largura da folha.

growth análisis; Eugenia uvalha; Psidium cattleyanum; Feijoa sellowiana; Eugenia uniflora


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br