Aspectos biológicos de Bemisia tabaci (Genn.) biótipo B e parasitismo por Encarsia formosa (Gahan) em couve, soja e tomateiro

A mosca branca Bemisia tabaci (Genn.) biótipo B é uma praga polífaga que ataca muitas culturas de importância econômica. O controle químico pode causar problemas como o aparecimento de resistência nesse inseto, resíduos nos produtos das culturas, ou mesmo poluição ambiental. Um método alternativo seria o controle biológico, com o parasitóide Encarsia formosa (Gahan), o mais usado contra moscas brancas a nível mundial. Avaliaram-se o tempo de desenvolvimento de ovo a adulto e a porcentagem de ninfas eclodidas de B. tabaci (Genn.) biótipo B em couve (Brassica oleracea L. var. acephala D.C.), soja (Glycine max (L.) Merr.) e tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill.), bem como o desenvolvimento de ovo a adulto de E. formosa em ninfas de 1º, 2º, 3º e 4º ínstares dessa mosca-branca nessas três espécies vegetais. Os experimentos foram desenvolvidos em laboratório, a 25ºC, 70 ± 10% UR e 14 h de fotofase. O tempo de duração ovo-adulto de B. tabaci biótipo B foi mais curto em couve (19,8 dias) e mais longo em tomateiro (22,0 dias), ficando a soja (21,2 dias) em posição intermediária. A couve mostrou também a maior porcentagem de ninfas eclodidas comparativamente à soja e ao tomateiro. Com relação a E. formosa, independentemente da planta, o período ovo-adulto foi menor em ninfas de 3º e 4º ínstares, demonstrando que esse parasitóide se desenvolve melhor em ninfas mais desenvolvidas.

Hymenoptera; Aphelinidae; Hemiptera; Aleyrodidae; mosca-branca


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br