Bioensaios vegetais na avaliação da toxidade do composto de lodo têxtil

A compostagem de resíduos industriais tem aumentado devido à pressão para reciclar os resíduos orgânicos. A avaliação da toxicidade destes resíduos por testes biológicos é extremamente importante para selecionar resíduos apropriados para aplicação no solo. A toxicidade do composto de lodo têxtil foi investigada utilizando bioensaios de germinação de sementes e crescimento vegetal em soja e trigo. Amostra do composto foi misturada com água (bioensaio de germinação de sementes) ou solução nutritiva (bioensaio de crescimento de plantas) em concentrações de 0, 19, 38, 76 e 152 g L-1. Não foram observados efeitos negativos, após cinco dias, do extrato aquoso do composto para a germinação de sementes da soja e do trigo. Após quinze dias em sistema hidropônico, houve efeitos deletérios do composto em concentrações acima de 38 g L-1. O composto de lodo têxtil mostrou maior fitotoxicidade em condições hidropônicas e a soja e o trigo são espécies sensíveis para avaliação de resíduos orgânicos em bioensaios de crescimento vegetal.

fitotoxicidade; germinação de sementes; resíduos sólidos; hidroponia


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br