AVALIAÇÃO DA DISPONIBILIDADE DO FÓSFORO NO SOLO POR MÉTODOS ISOTÓPICO, QUÍMICOS E BIOLÓGICO

Com o objetivo de avaliar o teor de fósforo disponível no solo por métodos isotópico (valor E), químicos (extração com Bray 1, Mehlich 1, Mehlich 3 e resina) e biológico (matéria seca), relacionando-os com as fontes e doses de fósforo, foi conduzido um ensaio em casa de vegetação. O solo utilizado foi um latossolo vermelho-amarelo distrófico. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado 4x3: 4 doses de P (0, 50, 100 e 200 mg kg-1) e 3 fontes de termofosfato (Yoorin MC, Yoorin MG e Yoorin semi acabado) e mais um tratamento com superfosfato triplo (100 mg kg-1 de P) com 3 repetições. Os extratores Mehlich 1 e resina apresentam alta correlação entre o fósforo extraível do solo e o absorvido pela planta quando se utiliza termofosfato. As maiores correlações entre extratores foram encontradas com Mehlich 1 e resina (r = 0,96). A dose 200 mg kg-1 do Yoorin MC e do semi acabado proporcionaram as maiores produções de matéria seca (colmo e folha). O índice de eficiência agronômica mais alto ocorreu com o Yoorin semi acabado.

termofosfato; resina; arroz; Oryza sativa; fósforo; latossolo vermelho amarelo distrófico; solo; estratores


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br