Otimização do processo de organogênese in vitro e regeneração de plantas em Citrus sinensis E C. limonia

Com o desenvolvimento de novas técnicas biotecnológicas, é possível a introdução no genoma vegetal de genes de outras plantas ou outros organismos pela transformação genética. Entretanto, um dos principais requisitos para o sucesso desta técnica é a existência de uma metodologia eficiente de regeneração de plantas in vitro. O objetivo deste trabalho foi definir protocolos de regeneração de plantas, via organogênese, para laranjas 'Natal', 'Valência' e 'Hamlin' (Citrus sinensis L. Osbeck), e limão 'Cravo' (Citrus limonia L. Osbeck), para obtenção de plantas transgênicas nestas variedades. Sementes sem tegumentos foram germinadas in vitro durante três semanas no escuro e uma semana sob fotoperíodo de 16 h (40 µmol m-2 s-1), a 27 ± 2°C. Para indução das brotações, segmentos de epicótilo foram cultivados no meio de cultura MT (25 g L-1 de sacarose) suplementado com diferentes concentrações de benzilaminopurina (BAP). Para enraizamento, utilizou-se meio MT, com ou sem a adição de NAA ou IBA (1,0 mg L-1). A combinação 1,0 mg L-1 BAP, utilizada na fase de indução de brotações e 1,0 mg L-1 IBA, utilizada na fase de enraizamento, permitiu regeneração de plantas com bom índice de enraizamento nas três variedades de laranjas. A utilização de 0,5-2,5 mg L-1 BAP na fase de indução de brotações, com 1,0 mg L-1 IBA na fase de enraizamento, assegurou regeneração de plantas com alto índice de enraizamento para o limão 'Cravo'. Os protocolos de organogênese desenvolvidos neste trabalho podem ser utilizados em experimentos de transformação genética envolvendo essas variedades.

gema adventícia; enraizamento; transformação genética


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br