Produção e qualidade de alfafa em função da adubação nitrogenada e da simbiose com Sinorhizobium meliloti

A eficiência do processo simbiótico entre a alfafa (Medicago sativa L.) e a bactéria Sinorhizobium meliloti pode ser afetada pela presença de nitrogênio no solo. Avaliou-se a contribuição da simbiose em comparação à adubação nitrogenada em componentes da produção de alfafa, em dois experimentos sob condições controladas e um terceiro em campo. Sob condições controladas, verificou-se efeito positivo da adubação nitrogenada sobre as variáveis estudadas, sobre a produção de matéria seca, teor de nitrogênio e proteína. Em campo, verificou-se efeito negativo do N-mineral (450 kg ha-1 ano-1) sobre o processo simbiótico, com redução da nodulação e atividade da enzima nitrogenase, sem efeito sobre a produção de matéria seca, nitrogênio total, proteína bruta, nitrogênio não protéico e digestibilidade. O desempenho dos cultivares estudados foi semelhante nos dois ambientes de estudo, sendo os cultivares Crioula Brasileira e Crioula Chilena os mais produtivos e o cultivar Pioneer-5454 como o de melhor valor nutritivo da biomassa produzida. Adubação nitrogenada é dispensável para Medicago sativa inoculada com a bactéria fixadora de nitrogênio correspondente, uma vez que a simbiose pode garantir o fornecimento de nitrogênio em quantidade suficiente para a produção.

Medicago sativa L.; fixação biológica do nitrogênio


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br