Resiliência da atividade microbiana e da dinâmica de amino-ácidos na remoção das adições de carbono das plantas, durante o inverno

Muitos solos agrícolas de regiões temperadas passam por períodos prolongados de inverno, nos quais a adição de carbono de plantas é muito reduzida. Foi utilizado um solo mantido à baixas temperaturas e na ausência de plantas para simular condições de uma cultura de uva durante o inverno. Em quatro meses de simulação mostrou-se que as concentrações de carbono orgânico e de nitrogênio dissolvidos na solução de solo declinaram lentamente em paralelo à respiração heterotrófica do solo. Medidas de concentração de renovação de amino ácidos livres indicaram que a reserva do solo em aminoácidos foi rapidamente esgotada, mas prontamente reabastecida durante o período de quatro meses. Isto indica que o solo possuía reservas intrínsecas de carbono lábil que foi capaz de sustentar a comunidade microbiana em tempos de adição reduzida de carbono de planta.

DOC; DON; atividade microbiana; mineralização; nitrato; armazenamento


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br