Atributos da armadilha influenciam captura de Diabrotica speciosa (Coleoptera: Chrysomelidae) em feijoeiro

Maurício Ursi Ventura Claudio Cezar Mariano Resta Daiane Heloísa Nunes Fabio Fujimoto Sobre os autores

Refinamentos em caraterísticas de armadilhas podem incrementar sua habilidade para monitorar e capturar em massa os insetos. Experimentos foram conduzidos em lavoura de feijoeiro para verificar as respostas de Diabrotica speciosa (Germar) a algumas características de armadilhas. Armadilhas de copos plástico (750 mL) amarelo ouro capturaram mais fêmeas e machos de D. speciosa do que transparentes. Placas de Petri com pedaços de cenoura, com pó seco de purungo, Lagenaria vulgaris L. (fonte de cucurbitacina - 0,28%) capturaram mais insetos do que placas com somente cenoura. Liberadores para o atraente floral 1,4-dimetoxibenzeno foram também comparados. Liberador de septo de borracha atraiu mais insetos do que o controle (flocos dentais saturados com acetona). Capturas nos tratamentos com liberadores de floco dental, matriz borato e absorvente higiênico foram intermediárias mas não diferiram da testemunha e septo. Modelo de armadilha de garrafa (2000 mL) furada capturou mais insetos do que armadilha vazada ("janelas") (ambas contendo pó seco de purungo) na maioria das avaliações, dos dois até os dez dias após a instalação das armadilhas no campo. Armadilhas com inseticida carbaryl capturaram mais insetos do que armadilhas sem, nos intervalos de 2-4 e 9-10 dias após a instalação das armadilhas no campo. Nos períodos restantes (0-2, 4-6- e 6-8 dias), diferenças não foram detectadas. Armadilhas com 1,4-dimetoxibenzeno capturaram mais insetos do que armadilhas sem o volátil (avaliações a cada dois dias dos dois aos dez dias após a instalação no campo). Finalmente, quantidades similares de insetos foram capturadas usando armadilhas de garrafa pet (2000 mL): vazadas ("janelas"), furadas (ambas com cucurbitacina) e adesivas quando estas foram iscadas com o atraente floral.

atraente; estimulante alimentar; semioquímico; manejo integrado de pragas


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br