Aprendendo a classificar solos com os índios Kayapó

Miguel Cooper Edson Roberto Teramoto Pablo Vidal-Torrado Gerd Sparovek Sobre os autores

A reserva indígena Kayapó-Xicrin do Cateté esta localizada na floresta amazônica no estado do Pará (Brasil). Os Xicrins desenvolveram uma classificação de solo que esta incorporada ao seu idioma e cultura. A etimologia da classificação dos solos e a sua estrutura lógica são similares com os sistemas modernos de classificação de solos. A etimologia do idioma Xicrin é baseada na união de radicais para formar as palavras e a mesma é utilizada para formar os diferentes nomes dos solos. O nome do solo é formado pelo radical principal "puka" ao qual são adicionados adjetivos referentes aos atributos morfológicos dos solos. Os sistemas de classificação de solos modernos também são baseados nos mesmos atributos morfológicos, apesar de que apoio analítico é importante para definir os limites entre os atributos químicos e físicos dos solos em níveis hierárquicos mais baixos. Os cientistas de solos têm desenvolvido uma classificação de solos interpretativa para as restrições e potencialidades que o solo tem para a agricultura moderna. Os Xicrins classificam o solo para aquilo que é importante para a vida deles, uma vida harmônica e simbiótica com a natureza.

Xicrin do Cateté; Amazônia; Brasil; conhecimento indígena


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br