Qualidade da água e perda de carga em filtros de irrigação

Dentre os sistemas de irrigação atualmente utilizados, a irrigação por gotejamento é um dos métodos mais eficientes. Este trabalho teve como objetivo fazer uma investigação experimental para comparar a evolução da perda de carga dos meios filtrantes disco (130 mim) e manta sintética não tecida na filtragem da água, utilizados em um sistema de irrigação por gotejamento. Nesta comparação utilizou-se a técnica da fertirrigação com fertilizante orgânico e um tratamento químico da água com o hipoclorito de sódio. Durante um ano analisou-se a variação temporal, dos principais parâmetros físicos, químicos e biológicos da água de irrigação que causam problemas de entupimentos nos emissores. Os parâmetros analisados foram: sólidos suspensos, turbidez, pH, ferro, manganês, sulfetos, condutividade elétrica, sólidos dissolvidos, dureza, índice de Langelier, algas e bactérias. Utilizou-se água de um reservatório aberto, onde foi instalado um módulo de irrigação localizada para o estudo. A pesquisa foi desenvolvida em quatro etapas de 30 dias, realizadas em diferentes estações do ano. Os parâmetros químicos pH, ferro e sulfetos apresentaram médio risco de obstrução aos emissores. Os parâmetros físicos e biológicos analisados apresentaram baixo risco de entupimento dos emissores. Houve correlação dos resultados entre os parâmetros turbidez e sólidos suspensos totais e algas com sólidos suspensos totais. A fertirrigação influenciou a qualidade da água. A concentração de cloro livre foi maior no efluente do filtro de disco. No filtro de manta sintética não tecida a evolução da perda de carga foi mais acentuada e mais rápida em relação ao de disco.

gotejamento; filtragem; cloro; manta sintética não tecida; fertilizantes


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br