Atividade enzimática da lipase em rã-touro na fase pós-metamórfica

O conhecimento do sistema digestório da rã-touro é um passo importante para a determinação de sua exigência nutricional nas diferentes fases de crescimento. Com o objetivo de avaliar a atividade enzimática da lipase no conteúdo intestinal da rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802), 100 animais com peso médio de 3,6 g foram distribuídos em baias-teste com temperatura e fotoperíodo controlados. As rãs, selecionadas na fase pos-metamórfica receberam ração extruzada comercial ad libitum. Durante 87 dias de experimento, 29 coletas (87 rãs) foram feitas em intervalos que variaram de um a oito dias. As rãs foram insensibilizadas em água e gelo a 0ºC para subseqüente isolamento do intestino delgado e retirada do conteúdo intestinal. Para determinação da atividade da lipase foram usados conjuntos enzimáticos da BIOCLIN. A atividade da lipase foi registrada no terceiro dia (3,46 UI). Na fase inicial, a rã-touro possui baixa capacidade de hidrólise para a lipase que teve atividade específica de 217 UI mg-1. No período subseqüente, observou-se aumento contínuo da atividade e da atividade específica da lipase. A atividade da lipase em função do peso da rã-touro depois do 20º dia apresentou redução contínua, alcançando valor de 0,33 UI g-1, registrado para rãs com peso médio de 179 g. As rações para rã-touro com peso superior a 10 g podem conter quantidades maiores de ingredientes que contenham lipídos, devido ao aumento da capacidade da digestão.

atividade específica; enzima digestiva; ranicultura


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br