CONTROLE DO CUPIM-DE-MONTE Cornitermes cumulans (KOLLAR, 1832) COM FORMULAÇÕES LÍQUIDAS DE CLORPIRIFÓS E ENDOSSULFAN

Com o objetivo de controle do cupim-de-monte Cornitermes cumulans, o principal cupim invasor de pastagens naturais no Estado de São Paulo, foi instalado ensaio com 8 tratamentos e 10 repetições: A1 e A2 clorpirifós (600 ml CE 22,4%); B1 e B2 clorpirifós (1000 ml CE 22,4%); C1 e C2 endossulfan (600 ml CE 35%); D1 e D2 endossulfan (1000 ml CE 35%). Entre parêntesis estão as quantidades de produtos comerciais em 100 litros de água (um litro de calda por monte). A formulação à base de clorpirifós foi o "Dursban" e, a de endossulfan, foi o "Thiodan". Em A1, B1, C1 e D1, os montes foram destruídos 120 dias após a aplicação; em A2, B2, C2 e D2, aos 253 dias da aplicação. Não houve diferença significativa entre os tratamentos: todos foram eficientes.

cupim-de-monte; pastagens naturais; controle químico


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br