Origem dos microagregados em solos com horizonte B latossólico

Os microagregados, característicos do horizonte B latossólico, podem ser formados a partir de processos físicos, geoquímicos e biológicos. Apesar da quantidade de trabalhos realizados sobre este tema, poucos tem discutido a hierarquia entre os processos que formam estes microagregados. O objetivo deste trabalho foi estudar a gênese dos microagregados numa seqüência de solos localizada em Piracicaba (SP), Brasil. Os solos foram classificados como Nitossolos Vermelhos Eutroférricos latossólicos e desenvolvem-se a partir de sedimentos argilosos vermelhos do Quaternário e diabásio. Para atingir o objetivo deste trabalho foram utilizadas técnicas de microscopia ótica, análise de imagens, microscopia eletrônica de varredura e quantificações elementares de ferro através de fluorescência de raio-X. As investigações micromorfológicas mostraram a presença de três tipos de microagregados: (i) microagregados ovais com grãos de quartzo bem selecionados no seu interior; (ii) microagregados ovais sem grãos de quartzo ou grãos de quartzo mal selecionados no seu interior; e (iii) microagregados poliédricos densos. Estas evidencias morfológicas junto com os dados elementares de ferro e a microscopia eletrônica de varredura mostraram a contribuição de mais de um processo na formação dos microagregados: (i) a ação mecânica da mesofauna seria responsável pela formação do primeiro tipo de microagregados; (ii) processos geoquímicos e biológicos estariam formando o segundo tipo de microagregados; e (iii) a fissuração da matriz do solo por processos de contração e expansão formariam o terceiro tipo de microagregados.

Nitossolo; gênese de solos; micromorfologia; microscopia eletrônica de varredura


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br