Substratos para armazenar nematóides entomopatogênicos (Rhabditida: Steinernematidae, Heterorhabditidae)

Os nematóides entomopatogênicos apresentam baixa viabilidade em condições de laboratório. Com o objetivo de avaliar substratos para prolongar a sobrevivência dos nematóides entomopatogênicos, suspensões de Heterorhabditis sp. JPM4 e Steinernema carpocapsae All (3.000 JI mL-1) foram adicionadas aos substratos solo, areia fina, areia grossa, espuma, argila expandida, esponja fenólica, ágar, amido de milho, Plantmax® e água. Estes foram colocados em placas de Petri (5 cm) e mantidos a 16 ± 1°C. As avaliações foram feitas após 30, 60, 90, 120, 150 e 180 dias, com três repetições para cada dia. Após 180 dias, para S. carpocapsae All o substrato espuma (57,5%) manteve maior porcentagem de juvenis infectantes (JI) vivos; argila expandida (28,4%), Plantmax® (9,3%) e esponja fenólica (11%) não foram eficientes para manutenção da sobrevivência. Para Heterorhabditis sp. JPM4, espuma (55,6%), areia grossa (53,1%) e areia fina (50,6%) proporcionaram maior sobrevivência dos JI ao final de 180 dias. Ágar (19,3%), esponja fenólica (11,6%) e Plantmax® (10,7%) tiveram índices de sobrevivência inferiores ao da testemunha (29,7%). O uso de substrato adequado pode propiciar maior sobrevivência de JI.

Heterorhabditis; Steinernema; controle biológico; persistência; sobrevivência


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br