MOBILIDADE INTERGERACIONAL OCUPACIONAL E DE RENDA NO BRASIL ENTRE AS DÉCADAS DE 1990 E 2000

Carlos Antonio Costa Ribeiro Sobre o autor

Resumo

Este artigo apresenta as tendências históricas da mobilidade intergeracional de renda no Brasil entre as décadas de 1990 e 2000 a partir da análise de duas coortes de idade. Os resultados indicam um aumento significativo da mobilidade social. Um segundo objetivo é comparar as perspectivas da economia e da sociologia sobre mobilidade intergeracional, utilizando para tanto as tendências das mobilidades de renda e de status ocupacional. Enquanto a primeira aumentou bastante, a segunda aumentou de forma bem mais modesta. Finalmente, analisa a relação entre mobilidade intergeracional de educação e os dois outros tipos de mobilidade. Ao decompor as mobilidades de renda e de ocupação em fatores que ligam diretamente pais a filhos (herança pura) e fatores mediados pela educação (herança mediada), revelam-se resultados significativamente diferentes para renda e para ocupação.

Palavras-chave:
Desigualade de renda; mobilidade intergeracional; mobilidade de renda; mobilidade de ocupação; mobilidade de educação

Universidade Federal do Rio de Janeiro Largo do São Francisco de Paula, 1, sala 420, cep: 20051-070 - 2224-8965 ramal 215 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistappgsa@gmail.com