ÁFRICA... MAS NÃO MUITO! TURISMO E AFRICANIDADE EM CABO VERDE

AFRICA... BUT NOT MUCH! TOURISM AND AFRICANITY IN CAPE VERDE

Andréa Lobo Sobre o autor

Resumo

O crescimento turístico observado nos últimos anos no arquipélago de Cabo Verde, particularmente na ilha da Boa Vista, é objeto de reflexão deste artigo. Meu interesse é pensar sobre os sentidos de africanidade construídos na relação entre cabo-verdianos e turistas europeus que se deslocam para o arquipélago em busca de experiências africanas em um ambiente calmo, paradisíaco, exótico e tropical. Tais categorias, que permeiam os folders, sites e revistas de turismo no arquipélago, são analisadas como formas de representação e de autorrepresentação nesse contexto relacional que a viagem turística produz.

Palavras-chave:
Turismo; África; Cabo Verde; identidade; nação

Universidade Federal do Rio de Janeiro Largo do São Francisco de Paula, 1, sala 420, cep: 20051-070 - 2224-8965 ramal 215 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistappgsa@gmail.com