Sociologia & Antropologia, Volume: 12, Issue: 1, Published: 2022
  • NORBERT ELIAS AND FIGURATIONAL SOCIOLOGY: INTERVIEW WITH STEPHEN MENNELL Entrevista

    Landini, Tatiana Savoia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apresentação da entrevista com Stephen Mennell e do conjunto de textos relacionados à Sociologia Figuracional de Norbert Elias que compõem o corrente volume de Sociologia & Antropologia. Na entrevista, Mennell oferece ao leitor um balanço da sociologia figuracional, sua recepção e difusão. Trata, mais especificamente, dos legados de Elias para a sociologia e seu distanciamento em relação à filosofia; da publicação das obras completas de Norbert Elias; de autores que influenciaram Elias; da importância da sociologia do conhecimento e das ciências no conjunto da obra eliasiana; do entendimento dos conceitos de processo da civilização e de descivilização, e de democratização funcional e des-democratização funcional; das aproximações e distanciamentos entre Elias e Bourdieu; finalizando com algumas reflexões sobre o livro O Processo Civilizador Americano, publicado por Mennell em 2007, e sobre o uso da sociologia figuracional para o estudo de questões políticas da atualidade.

    Abstract in English:

    Abstract This is an interview with Stephen Mennell and a set of texts related to Norbert Elias’s figurational sociology that make up the current volume of Sociologia & Antropologia. Mennell provides readers with a review of figurational sociology, as well as its reception and diffusion. More specifically, he reflects upon Elias’s legacies for sociology and his movement away from philosophy; the publication of the collected works of Norbert Elias; authors who influenced Elias; the importance of the sociology of knowledge and the sciences in the body of Elias’s work; the understanding of the concepts of civilising and decivilising processes, and functional democratisation and de-democratisation; resemblances and differentiations between Elias and Bourdieu; concluding with some reflections on the book The American Civilizing Process, published by Mennell in 2007, and on the use of figurational sociology for the study of current political issues.
  • FIELDS, WORLDS AND FIGURATIONS: USING ELIAS TO REVISIT DEPTH CONCEPTUAL IMAGERY AND EMANCIPATORY CRITIQUE Artigos

    Hughes, Jason; Saramago, André; Dunning, Michael; Hughes, Kahryn

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo explora o significado do imaginário conceitual, particularmente a ideia de “profundidade” e sua relação com os ideais de crítica, ação emancipatória e os conceitos de estrutura e ação social. Examinamos como o imaginário da profundidade é evocado pela crítica de sociólogos conhecidos por ontologias sociais “planas”. A partir de uma triangulação comparativa ente o “campo” de Pierre Bourdieu, o “mundo” de Howard Becker e a “figuração” de Norbert Elias, argumentamos que não apenas a acusação de “planicidade” é injustificada no caso das ontologias de Becker e Elias, mas os axiomas sobre os quais ela se assenta são estáticos, substancialistas e mecanicistas. Baseados no trabalho de Elias, consideramos os méritos de um imaginário conceitual mais dinâmico, refletindo sobre suas implicações para a forma como podemos revisitar a “política” da sociologia figurativa e os entendimentos da crítica emancipatória.

    Abstract in English:

    Abstract We centrally explore the significance of conceptual imagery, particularly ideas of ‘depth’ and its relationship to ideals of critique, emancipatory action, and conceptions of social structure and action. We consider how depth imagery is invoked in critiques of sociological thinkers understood to employ ‘flat’ social ontologies. We develop a three-way comparison between Pierre Bourdieu’s ‘field,’ Howard Becker’s ‘world,’ and Norbert Elias’s ‘figuration’ to argue that not only is the ‘flatness’ charge unwarranted in the case of Becker’s and Elias’s ontologies, but the axioms upon which it is made are static, substantialist, and reductively mechanistic. Drawing on the work of Elias, we consider the merits of alternative more dynamically oriented conceptual imagery, reflecting upon its implications for how we might revisit the ‘politics’ of figurational sociology and understandings of emancipatory critique more generally.
  • NORBERT ELIAS AND WOMEN: LIFE, TEXTS AND NEW PERSPECTIVES ON GENDER ISSUES Artigos

    Delmotte, Florence

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Sexo, gênero e relações de gênero costumam ser considerados questões menores na sociologia histórica de Norbert Elias. Entretanto, o sociólogo enfatizou tais relações e desigualdades de gênero de forma muito mais marcada que muitos de seus contemporâneos. Para os leitores de Elias, as relações de gênero e suas transformações em termos de equilíbrio de poder entre os sexos estão se enquadrando na teoria das relações entre os estabelecidos e os outsiders, representando um aspecto crucial do(s) processo(s) civilizador(es). As relações de gênero e suas transformações também se referem, na obra de Elias, ao papel emancipatório do direito e dos direitos, às transformações das sensibilidades, à crescente individualização e integração da humanidade. Partindo não de estudos de gênero, mas de uma leitura situada dos textos de Elias, este artigo também sugere que reexaminar certos aspectos da vida de Elias, como a sua relação com mulheres e homens, faz sentido para que possamos compreender melhor sua sociologia e sua atualidade num mundo pós-movimento #MeToo.

    Abstract in English:

    Abstract Sex, gender and gender relations are generally considered minor issues in Norbert Elias’s historical sociology. However, the sociologist placed greater emphasis on gender relations and inequalities than many of his contemporaries did. For Elias’s readers, gender relations and their transformations in terms of the power balance between sexes are falling under the theory of established-outsiders relations and represent a rather crucial aspect of the civilising process(es). Gender relations and their transformations also refer, in Elias’s work, to the emancipatory role of law and rights, to transformations of sensibilities, to increasing individualisation and integration of humanity. Starting not from gender studies but from a situated reading of Elias’s texts, this article also suggests that re-exploring certain aspects of Elias’s life, like his relationship to women and men, makes sense so we can better understand his sociology and its topicality in the post-#MeToo context.
  • POPULISM VS COVID-19. CIVILIZING AND DECIVILIZING PROCESSES IN A TIME OF GLOBAL CATASTROPHE Artigos

    Pratt, John; Lutyens, Daisy

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O que constitui uma “sociedade civilizada”? O dicionário de Oxford a define como aquela que alcançou “um avançado estágio de desenvolvimento humano no qual as pessoas [...] se comportam bem umas com as outras e compartilham uma cultura comum”. Sim - mas “ser civilizado” envolve mais do que isso. Baseando-se na obra O processo civilizatório de Norbert Elias, este ensaio examina de que maneira o crescimento do populismo nas principais sociedades anglo-americanas tem minado muito dos atributos essenciais das sociedades civilizadas. Embora o surgimento da covid-19 some-se ao processo descivilizador, covid-19 e populismo opõem-se. Aquele expõe as falsas promessas e fraude deste último, que só pode ser derrotado pela crença na ciência e uma autoridade estatal forte (porém responsável) e centralizada. Apesar dos prejuízos sociais e individuais, a covid-19 ironicamente auxilia a reforçar o processo civilizatório e a enfraquecer o populismo.

    Abstract in English:

    Abstract What constitutes a “civilized society”? The Oxford Dictionary defines it as one that has reached “an advanced stage of human development in which people […] behave well towards each other and share a common culture.” Yes, but there is more to “being civilized” than this. Based on Norbert Elias’ The Civilizing Process, this paper examines how the rise of populism in leading Anglo-American societies has undermined many of the essential attributes of civilized societies. Although the emergence of COVID-19 further added to this decivilizing process, COVID-19 and populism oppose each other. The former shows the empty promises and fraud of the latter, which can only be defeated by belief in science and a strong (but accountable) central state authority. Despite damaging individuals and societies, COVID-19 ironically helps strengthen the civilising process and weaken populism.
  • ON THE GOOD USE OF KNOWLEDGE: PEASENTRY AND THE AGRARIAN ISSUE IN MOACIR PALMEIRA’S WORK Artigos

    Carvalho, Lucas Correia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O artigo percorre as pesquisas sobre campesinato e questão agrária do antropólogo Moacir Palmeira para discutir como a mediação entre a assessoria sindical e a atividade acadêmica não foi de menos importância para suas formulações intelectuais sobre aqueles temas. Enquanto instâncias distintas de observação analítica e prática, essas atividades levaram Palmeira a uma compreensão mais ampla da questão agrária e dos impasses da democracia no Brasil.

    Abstract in English:

    Abstract This paper examines the studies on peasantry and the agrarian issue carried out by anthropologist Moacir Palmeira to discuss how the mediation between union counseling and academia was equally important for his intellectual formulations on those topics. As distinct instances of analytical and practical observation, these activities led Palmeira to a broader understanding of the agrarian issue and the impasses of democracy in Brazil.
  • ANTHROPOLOGICAL DISCOMFORT: INTELLECTUAL SHORTCUTS AND VULNERABILITY IN FIELDWORK INVOLVING THE POLICE Artigos

    Sirimarco, Mariana

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este texto aborda três episódios de um trabalho de campo que fiz em uma escola de polícia argentina, que se referem à mesma pessoa e à mesma tensão: aos desconfortos próprios do trabalho de campo. Este artigo não faz uma reflexão sobre o mal-estar como uma ferramenta de conhecimento, nem sobre as maneiras pelas quais escolhemos resolvê-lo. Considerando que essa resolução implica frequentemente a primazia do teórico sobre o afetivo, este texto também reflexiona sobre as dificuldades apresentadas em nossas vulnerabilidades como antropólogos.

    Abstract in English:

    Abstract This paper discusses three episodes from a fieldwork carried out in an Argentinean police school, which allude to the same person and the same tension: the typical discomfort involved in fieldwork. This text is not as much a reflection on the discomfort as a tool of knowledge as it is a reflection on how we choose to resolve it. Considering that such solution frequently implies the priority of the intellectual over the affective, it also reflects on the difficulties that addressing our vulnerability as anthropologists continues to pose.
  • COSMOPOLITANISM, MOBILITY PRACTICES AND YOUTH: THE EXPERIENCE OF ACADEMIC EXCHANGE AMONG BRAZILIAN UNIVERSITY STUDENTS Artigos

    Azevedo, Leonardo Francisco de; Dutra, Rogéria Campos de Almeida

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Os intercâmbios acadêmicos têm se tornado uma das principais políticas de internacionalização do ensino superior no Brasil e no mundo. Além de permitir aos estudantes a experiência de viver em outro país, aprender uma nova língua e adquirir novas habilidades, a eles estão associadas esperanças de renovação, atualização e modernização das universidades brasileiras. O presente artigo busca compreender as dinâmicas desse processo, articulando-o ao debate sobre cosmopolitismo, que sustenta parte do discurso acerca da ciência como projeto universal. Pretende ainda analisar a experiência de estudantes brasileiros que, financiados por sua própria universidade, puderam cursar parte de sua graduação em uma instituição estrangeira. Observa-se, em suas experiências, ganhos tanto em relação a suas trajetórias quanto às percepções sobre a universidade e a vida acadêmica.

    Abstract in English:

    Abstract Academic exchanges have become a main policy for the internationalization of higher education in Brazil and worldwide. Besides allowing students the experience of living in another country, learning a new language and acquiring new skills, they are associated with hopes of renewing, updating and modernizing Brazilian universities. This article seeks to understand the dynamics of this process, articulating it with the debate on cosmopolitanism, which upholds part of the scientific discourse as a universal project. Finally, it analyzes the experience of Brazilian students who, financed by their own university, were able to attend part of their undergraduate studies in a foreign institution. According to these students, studying abroad contributed to both their life trajectories and to broaden their understanding of university and academic life.
  • “I FEEL SUFFOCATED HERE”: TIME AND ECONOMY IN A HOUSING COMPLEX OF THE “MINHA CASA MINHA VIDA” PROGRAM Artigos

    Petti, Daniela Ramos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O artigo aborda a experiência do reassentamento de pessoas removidas de favelas cariocas, a partir das transformações econômicas que impactam suas vidas. O Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) produz novas configurações econômicas, na medida em que formas de trabalho e de gestão do dinheiro da casa são afetadas pelas novas condições de moradia. Interrupção de atividades produtivas praticadas na favela, novas contas e taxas a pagar, somadas a um contexto de crise, desemprego e desassalarização, constituem uma sensação de incerteza, traduzida como “sufocamento”, experienciada pelos sujeitos na vida cotidiana. De um ponto de vista etnográfico, discorro sobre as criativas estratégias desenvolvidas a partir das capacidades imaginativas dos sujeitos no contínuo processo de fazer a vida (“melhorar de vida”, “dar futuro aos filhos”), o que abarca projetar o futuro.

    Abstract in English:

    Abstract This paper examines the resettlement experience of those evicted from Rio de Janeiro’ favelas, focusing on the economic transformations that impact their lives. The “Minha Casa Minha Vida” program (PMCMV) produces new economic configurations, insofar as labor venues and house budget management are affected by the new housing conditions. Interruption of productive activities practiced in the favelas, new taxes and bills to pay, added to a context marked by crisis, unemployment and no-salaries, create a feeling of uncertainty, translated as “suffocation,” experienced by the subjects in their daily life. From an ethnographic standpoint, this paper discusses the creative strategies developed by the subject’s imaginative capacities in the process of making a life (“to improve one’s life,” “give one’s kids a future”), including projects for the future.
  • SORCERER’S APPRENTICE - MARCEL MAUSS’S PEDAGOGY OF ANTHROPOLOGY Artigos

    Rocha, Gilmar; Tosta, Sandra Pereira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Marcel Mauss (1872-1950) é considerado um dos fundadores da Antropologia Social francesa na primeira metade do século XX. Ele reuniu em torno de si um conjunto de pessoas, instituições, representações e práticas que marcaram a história da antropologia moderna desde então. Embora não tenha desenvolvido estudos específicos sobre a educação, sua experiência acadêmica, suas atividades políticas e culturais, sua obra, são fontes inquestionáveis de inspiração e de reflexão sobre processos de ensino e de aprendizagem. A partir da trajetória intelectual e pedagógica de Mauss, o texto destaca algumas de suas ações acadêmicas, pedagógicas e institucionais em torno da etnografia, dos museus, do corpo e da aprendizagem, visando contribuir para o diálogo da antropologia com a educação.

    Abstract in English:

    Abstract Marcel Mauss (1872-1950) is considered one of the founders of French Social Anthropology in the first half of the 20th century. He gathered around himself a set of people, institutions, representations, and practices that have marked the history of modern anthropology ever since. Although he did develop specific studies on education, his academic experience, political and cultural activities, and work are unquestionable sources of inspiration and reflection on teaching and learning processes. Based on Mauss’ intellectual and pedagogical trajectory, the text highlights some of his academic, pedagogical, and institutional actions around ethnography, museums, the body, and learning, seeking to contribute to the dialogue between anthropology and education.
  • A IMAGINAÇÃO FEMINISTA NO BRASIL: DIÁLOGOS SOBRE GÊNERO, SOCIEDADE E POLÍTICA Resenhas

    Chaguri, Mariana Miggiolaro
  • PENSAR A VIDA EM SUA MULTIPLICIDADE Resenhas

    Bôas, Glaucia Villas
Universidade Federal do Rio de Janeiro Largo do São Francisco de Paula, 1, sala 420, cep: 20051-070 - 2224-8965 ramal 215 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistappgsa@gmail.com