Accessibility / Report Error

Gênero, "o Corpo" e "Imitação Prestigiosa" na Cultura Brasileira

Gender, "the Body" and "Prestigious Imitation" in the Brazilian Culture

Mirian Goldenberg Sobre o autor

Neste texto discute-se o papel do corpo como uma importante forma de capital (físico, simbólico e social) na cultura brasileira. Busca-se mostrar os traços distintivos de uma cultura em que o corpo é um elemento crucial na construção de uma identidade nacional, a partir das ideias de Gilberto Freyre, Marcel Mauss e Pierre Bourdieu. "O corpo" é um capital no universo pesquisado, um corpo distintivo que sintetiza três conceitos: 1) o corpo como uma insígnia (ou emblema) do esforço de cada um para controlar, aprisionar e domesticar o corpo a fim de conseguir a "boa forma", 2) o corpo como um ícone da moda (ou grife), que simboliza a superioridade daqueles que o possuem, e 3) o corpo como um prêmio (medalha), merecidamente conquistado por aqueles que foram capazes de alcançar uma forma física mais "civilizada", através de muito trabalho e sacrifício. Pode-se dizer que no Brasil "o corpo" é um capital, talvez um dos mais desejados pela classe média urbana e outros estratos sociais, que percebem "o corpo" como um veículo para a ascensão social, e também uma importante forma de capital no mercado de trabalho, no mercado de casamento e, também, no mercado erótico.

Gênero; Corpo; Sexualidade; Cultura Brasileira


Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. Av. dr. Arnaldo, 715, Prédio da Biblioteca, 2º andar sala 2, 01246-904 São Paulo - SP - Brasil, Tel./Fax: +55 11 3061-7880 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br