Accessibility / Report Error

O significado do trabalho em funerárias sob a perspectiva do trabalhador

Resumos

A proposta do presente estudo foi buscar a essência do significado do trabalho em funerária, sob a perspectiva do trabalhador. Utilizando o referencial teórico-metodológico da fenomenologia foi possível, através da análise dos depoimentos dos trabalhadores, desvelar facetas que integram a essência do exercício de sua profissão. Os trabalhadores são conscientes do constrangimento e desconforto gerado pelo seu trabalho às pessoas de sua família e sociedade. Tal trabalho se mostra a eles como preocupante na medida em que os expõem à riscos de saúde e penoso, dado o lidar com o corpo humano afetado em sua integridade. Os resultados constituem-se em subsídios relevantes para a saúde do trabalhador.

significado do trabalho; funerária; risco de saúde; abordagem fenomenológica


The objective of the present study was to determine the essence of the meaning of working in a funeral home from the viewpoint of the worker. Using the theoretical-methodologic referential of phenomenology it was possible, on the basis of the workers statements, to reveal facets that are part of the essence of the exercise of the profession. The workers are aware of the queasiness and discomfort created by their work for their relatives and for the society in general. This type of work is a source of worry for them because it exposes them to given that, and is painful, given that they have to deal with the human body when it has been affected in this integrity. The results represent relevant issues for the health of the workers.

meaning of working; funeral home; health risks; phenomenological aproach


ARTIGOS

O significado do trabalho em funerárias sob a perspectiva do trabalhador

Kátia Cristina Caparroz de SouzaI; Magali Roseira BoemerII

IAluna do 4° ano de graduação em Enfermagem. Bolsista do Programa de Iniciação Científica do CNPq, 1993

IIProfessor Associado aposentada da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP. Orientadora do trabalho

RESUMO

A proposta do presente estudo foi buscar a essência do significado do trabalho em funerária, sob a perspectiva do trabalhador. Utilizando o referencial teórico-metodológico da fenomenologia foi possível, através da análise dos depoimentos dos trabalhadores, desvelar facetas que integram a essência do exercício de sua profissão. Os trabalhadores são conscientes do constrangimento e desconforto gerado pelo seu trabalho às pessoas de sua família e sociedade. Tal trabalho se mostra a eles como preocupante na medida em que os expõem à riscos de saúde e penoso, dado o lidar com o corpo humano afetado em sua integridade. Os resultados constituem-se em subsídios relevantes para a saúde do trabalhador.

Palavras-chave: significado do trabalho; funerária; risco de saúde; abordagem fenomenológica

SUMMARY

The objective of the present study was to determine the essence of the meaning of working in a funeral home from the viewpoint of the worker. Using the theoretical-methodologic referential of phenomenology it was possible, on the basis of the workers statements, to reveal facets that are part of the essence of the exercise of the profession. The workers are aware of the queasiness and discomfort created by their work for their relatives and for the society in general. This type of work is a source of worry for them because it exposes them to given that, and is painful, given that they have to deal with the human body when it has been affected in this integrity. The results represent relevant issues for the health of the workers.

Key words: meaning of working; funeral home; health risks; phenomenological aproach

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido em: 7/4/97

Aprovado em: 30/9/97

  • BAVA, A.C. Introdução a Sociologia do Trabalho. São Paulo, Ática, 1990.
  • BORGES, M.E. Arte tumular: a produção dos marmoristas de Ribeirão Preto no período da Primeira República. São Paulo, 1991. [Dissertação de Mestrado - Escola de Comunicação e Artes da USP]
  • CARVALHO, H.V. & SEGRE, M. Medicina social e do trabalho. Apud: DITTMAR, W.H. Um estudo sobre a prevalência de distúrbios psiquiátricos entre os sepultadores do Serviço Funerário do Município de São Paulo. São Paulo, 1991. [Dissertação de Mestrado - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
  • CARVALHO, A.S. Metodologia da entrevista: uma abordagem fenomenológica. Rio de Janeiro, Agir, 1987.
  • CONCONE, M.H.V.B.O. Vestibular de anatomia. In: MARTINS, J. A morte e os mortos na sociedade brasileira. São Paulo, Hucitec, 1983. p.25-37.
  • CUNHA, M.C. Os mortos e os outros. São Paulo, Hucitec, 1978.
  • DEJOURS. C.A. A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. 2Ş ed., São Paulo, Cortez-OBORÉ, 1987.
  • DITTMAR, W.H. Um estudo sobre a prevalência de distúrbios psiquiátricos entre os sepultadores do Serviço Funerário do Município de São Paulo. São Paulo, 1991. [Dissertação de Mestrado - Faculdade de Medicina da USP]
  • FISCHER, F.M.; GOMES, J.da R.; COLACIOPPO, S. Tópicos de saúde do trabalhador. São Paulo, Hucitec, 1989.
  • HOFFMANN, L.M.A. Os médicos e a morte na infância: a representação de um tema interditado. Rio de Janeiro, 1991. [Dissertação de Mestrado - Instituto Fernandes Figueira da Fundação Oswaldo Cruz]
  • HUSSERL, E. A filosofia como ciência do rigor. Coimbra, Atlântida, 1965.
  • KALIMO, R. Assessment of occupacinal stress. Epidemiol. Occup. Health., 20, 1986.
  • MACEDO, M.A. A responsabilidade pública pela saúde do trabalhador. Apud: ROBAZZI, M.L.C.C. Estudos das condições de vida, trabalho e riscos ocupacionais a que estão sujeitos os coletores de lixo da cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo. Ribeirão Preto, 1984. [Dissertação de Mestrado - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP]
  • MARINHEIRO, V. Funerária avalia saúde de "Operários da Morte". Folha de São Paulo, c.5 setembro, 1990.
  • MARTINS, J.; BOEMER, M.R.; FERRAZ, C.A. A fenomenologia como alternativa metodológica para pesquisa: algumas considerações. Rev. Esc. Enf.USP.,24:139-47,1990.
  • MARTINS, J. & BICUDO, M.A.V. A pesquisa qualitativa em psicologia: fundamentos e recursos básicos. São Paulo, Moraes/ EDUC, 1989.
  • NOGUEIRA, O. Morte e faixa etária - os anjinhos. In: MARTINS, J. A morte e os mortos na sociedade brasileira. São Paulo, Hucitec, 1983. p.223-7.
  • NEFUSSI, N. Conceituação da saúde ocupacional. In: Saneamento do meio. São Paulo, Faculdade de Saúde Pública da USP, Departamento de Saúde Ambiental, 1976.
  • PIMENTA, A.L. & CAPISTRANO, P. Saúde do trabalhador. São Paulo, Hucitec, 1988.
  • PITTA, A. Hospital, dor e morte como ofício. 2Ş ed. São Paulo, Hucitec, 1991.
  • ROBAZZI, M.L.C.C. Estudos das condições de vida, trabalho e riscos ocupacionais a que estão sujeitos os coletores de lixo da cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo. Ribeirão Preto, 1984. [Dissertação de Mestrado - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP]
  • THOMAS, L.V. Le cadavre - de Ia biologie a Ia anthropologie. Bruxelas, Complexe, 1980.
  • THOMAS, L.V. Anthropologie de Ia morte. Paris, Editora Payot, 1980.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    05 Jun 2008
  • Data do Fascículo
    Jul 1998

Histórico

  • Aceito
    30 Set 1997
  • Recebido
    07 Abr 1997
Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. Av. dr. Arnaldo, 715, Prédio da Biblioteca, 2º andar sala 2, 01246-904 São Paulo - SP - Brasil, Tel./Fax: +55 11 3061-7880 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br