Accessibility / Report Error

Violência contra a mulher: análise de casos atendidos em serviço de atenção à mulher em município do Sul do Brasil

Violence against women: analysis of cases attended in a women care centre in a municipality in Southern Brazil

Este artigo, de caráter descritivo, tem como objetivo apresentar o perfil de mulheres atendidas em um centro de atendimento à mulher em Londrina, Paraná, e caracterizar os casos quanto aos tipos de violência sofrida, queixa principal, ambiente em que ocorreu a violência e tipo de vínculo do agressor com a mulher. Utilizando-se o Programa Epi Info 6.04 montou-se um banco de dados com as informações extraídas das fichas das mulheres atendidas pelo Serviço, no ano de 2001. Do total de 470 fichas analisadas, verificou-se que a média de idade das mulheres é de 34 anos. A maioria, 47,2%, declarou-se casada e 54% possuem um ou dois filhos. Declararam-se chefes de família 38,7% das mulheres. A violência emocional prevaleceu, representando 56,4% dos casos, seguida pela violência física (32,1%). Os principais agressores são os atuais maridos ou companheiros das mulheres (73,4%) e o lar é o espaço onde a maioria das agressões ocorre. Considerando-se a complexidade do problema, que está associado à questão da construção social dos papéis masculinos e femininos e da desigualdade existente nas relações entre os gêneros, conclui-se que os serviços de atendimento às mulheres em situação de violência são de fundamental importância e que estes devem estar articulados com os serviços de saúde no desenvolvimento de ações preventivas e na perspectiva da atenção integral à mulher.

Violência; Mulheres maltratadas; Violência doméstica; Saúde da mulher


Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. Av. dr. Arnaldo, 715, Prédio da Biblioteca, 2º andar sala 2, 01246-904 São Paulo - SP - Brasil, Tel./Fax: +55 11 3061-7880 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br