Desenvolvimento da afetividade, das emoções e dos sentimentos humanos no (e fora do) trabalho: uma questão de saúde coletiva e segurança pública1 1 Agradecemos ao CNPq, à CAPES e à FULBRIGHT por financiamentos que têm tornado possível a realização deste e de outros estudos relacionados.

Development of human affect, emotions and feelings in (and out of) work: a matter of public health and safety

Anselmo Lima Sobre o autor

Com base na teoria da atividade reguladora, apresentamos, discutimos e analisamos um problema de trabalho e de saúde coletiva há décadas enfrentado por condutores de trem franceses. Empregamos dados transcritos existentes em obras de Le Guillant e Clot e aproveitamos o ponto de vista desses autores, mas - ao mesmo tempo - nele introduzimos complementos e ajustes que julgamos necessários para uma compreensão mais profunda e precisa do problema em questão. Nossos resultados dizem respeito à dinâmica do desenvolvimento da afetividade, das emoções e dos sentimentos humanos no (e fora do) trabalho. Nosso objetivo é mostrar que a afetividade, as emoções e os sentimentos se ligam indissoluvelmente à dinâmica da atividade humana, em um processo de desenvolvimento subjetivo que não se desvincula do constante processo dialógico de apropriação e (re)apropriação de instrumentos de trabalho - sejam eles técnicos ou semióticos - e que, por isso mesmo, pode envolver sérias questões não só de saúde coletiva, mas também de segurança pública.

Afetividade; Emoções; Sentimentos; Saúde Coletiva; Segurança Pública


Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. Av. dr. Arnaldo, 715, Prédio da Biblioteca, 2º andar sala 2, 01246-904 São Paulo - SP - Brasil, Tel./Fax: +55 11 3061-7880 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: saudesoc@usp.br