A concepção dos enfermeiros de serviços de urgência e emergência sobre o processo saúde-doença na assistência aos usuários de substâncias psicoativas

The understanding of ER nurses about the health-disease process in assisting drug users

José Gilberto Prates Paula Hayasi Pinho Márcia Aparecida Ferreira de Oliveira Heloisa Garcia Claro Sobre os autores

Este estudo qualitativo objetivou identificar as concepções de enfermeiros sobre o processo saúde-doença na assistência emergencial a usuários de álcool e outras drogas. Realizou-se a pesquisa de campo por meio de entrevista semiestruturada com 14 enfermeiros. Analisaram-se os dados segundo os pressupostos da hermenêutica dialética, dando origem à categoria 'processo saúde-doença em álcool e outras drogas'. Os resultados mostraram que os enfermeiros compreendem o abuso de substâncias psicoativas como uma patologia, pautando-se nos modelos biomédico e moral, que desconsideram as várias faces da problemática. Conclui-se que a teoria do processo saúde-doença ainda está associada ao modelo da multicausalidade, constituindo-se no principal desafio a ser superado quando se considera o modelo psicossocial de atenção.

Serviços de urgência psiquiátrica; Transtornos relacionados ao uso de substâncias; Pessoal de saúde; Processo saúde-doença


Centro Brasileiro de Estudos de Saúde Av. Brasil, 4036, sala 802, 21040-361 Rio de Janeiro - RJ Brasil, Tel. 55 21-3882-9140, Fax.55 21-2260-3782 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revista@saudeemdebate.org.br