Pour comprender la violence: l'hypothèse du sujet

O objetivo do texto é esboçar uma teoria da violência centrada na noção de sujeito. A teorização proposta não visa a descartar outras perspectivas de abordagem; não pretende opor o ponto de vista do sujeito a outros pontos de vista, tais como aqueles centrados, por exemplo, na racionalidade do ator ou em suas frustrações, mas, ao contrário, situar esses outros pontos de vista no contexto de um enfoque mais amplo, no qual sejam paralelos ou, até mesmo, subordinados à noção de sujeito. Privilegiar o ponto de vista do sujeito significa, fundamentalmente, utilizar dois caminhos que freqüentemente se cruzam mas que, para os objetivos da análise, necessitam ser dissociados: o primeiro concentra-se nos protagonistas da violência; o segundo, em suas vítimas. O ponto de partida é uma definição da noção de sujeito, uma vez que, freqüentemente, a violência é a marca de um sujeito contrariado, proibido, impossível ou infeliz, a marca de uma pessoa que foi, ela mesma, vítima de uma violência.

violência urbana; sociologia do sujeito; conflitualidade; construção de sentido; teoria da violência


Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Instituto de Ciências Sociais - Campus Universitário Darcy Ribeiro, CEP 70910-900 - Brasília - DF - Brasil, Tel. (55 61) 3107 1537 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistasol@unb.br