Os desafios da globalização e a imaginação cosmopolita: as implicações do Antropoceno* * Palestra de abertura, Congresso da Associação Brasileira de Sociologia, 26 a 29 de julho de 2017, Brasília.

Challenges of globalization and the cosmopolitan imagination: the implications of the Anthropocene

Gerard Delanty Sobre o autor

Resumo

O trabalho destaca que o conceito de Antropoceno refere-se a uma dimensão temporal no tempo geológico: é a época em que os seres humanos provocaram uma grande transformação na estrutura física da Terra. Trata-se de uma forma de autocompreensão histórica. Representa, assim, uma grande transformação na natureza geofísica do sistema Terra que coincide com a transformação mundial provocada pelo capitalismo e pela ocidentalização. O Antropoceno está inextricavelmente relacionado a questões sociológicas que dizem respeito ao capitalismo, à guerra, ao poder e à desigualdade em escala global. O texto destaca que a noção de Antropoceno não é simplesmente uma condição objetiva da mudança planetária, ou outro termo para a mudança climática, mas é, acima de tudo, uma categoria interpretativa pela qual as sociedades contemporâneas refletem sobre si mesmas e sobre a própria vida e reinventam seu espaço e tempo.

Palavras chaves:
Modernidade global; Mudança epocal; Evolução humana e biológica; História da Terra; Antropoceno

Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Instituto de Ciências Sociais - Campus Universitário Darcy Ribeiro, CEP 70910-900 - Brasília - DF - Brasil, Tel. (55 61) 3107 1537 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistasol@unb.br