Accessibility / Report Error

Os museus Brasileiros e a constituição do imaginário nacional

Este artigo investiga a construção de mitos de origem presentes nos museus brasileiros, especialmente no Museu Nacional, e sua relação com imaginários coletivos que se constituem sobre o Brasil durante o Império. São analisados os museus brasileiros do século dezenove, sua relação com os museus europeus da mesma época, bem como elementos inerentes à sociedade brasileira. Procura-se mostrar, primeiro, a formação de narrativas em que tradições clássicas se entrelaçam com uma visão romântica da natureza local; segundo, a ênfase na natureza como fonte de conhecimento científico e, finalmente, um descaso por tradições passadas e valorização de narrativas orientadas para realizações futuras. A manutenção da desvalorização do passado contribui para a dificuldade de legitimação dos museus que se voltam para a preservação de tradições culturais.

museus; memória coletiva; imaginário nacional; Império; República; Positivismo; política cultural


Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Instituto de Ciências Sociais - Campus Universitário Darcy Ribeiro, CEP 70910-900 - Brasília - DF - Brasil, Tel. (55 61) 3107 1537 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistasol@unb.br