Sociabilidade violenta: por uma interpretação da criminalidade contemporânea no Brasil urbano

O ensaio analisa uma das formas de organização social das relações de força que são legal e administrativamente definidas como crime comum violento, tal como aparecem nas grandes cidades, com ênfase para o Rio de Janeiro. A abordagem proposta implica considerar a relação entre a produção simbólica e certas práticas sociais em sua concretude e singularidade mais imediata. Para efeitos da argumentação desenvolvida, o texto, ao esboçar a noção de sociabilidade violenta, busca captar a natureza e o sentido da radical transformação de qualidade das relações sociais a partir das práticas de criminosos comuns, mudança que a produção sociológica tem tido enorme dificuldade em apreender.

sociabilidade violenta; crime comum violento; violência urbana como representação social


Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Instituto de Ciências Sociais - Campus Universitário Darcy Ribeiro, CEP 70910-900 - Brasília - DF - Brasil, Tel. (55 61) 3107 1537 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistasol@unb.br