Accessibility / Report Error

Sociologia na América Latina: giros epistemológicos e epistêmicos

Sociology in Latin America: epistemological and epistemic turns

Paulo Henrique Martins Sobre o autor

Resumo

Este artigo destaca a emergência de uma sociologia geral na América Latina, organizada a partir de três diferentes perspectivas sociológicas: aquela “sobre” a América Latina, aquela “da” América Latina e aquela “na” América Latina. Estes diversos campos de sentidos foram organizados a partir das leituras intelectuais sobre as brechas surgidas entre a colonização capitalista na região e as reações anticoloniais, desde o século XIX até o presente. Uma grande novidade neste debate é compreender que a emergência de uma sociologia geral marcando os traços de uma sociologia regional transnacional constitui um fato inédito, quando se observa que as tendências dominantes no século XX foram entre a defesa de uma sociologia universalista de base eurocêntrica, por um lado, e de uma sociologia nativista ou nacional, por outro. Os rumos da sociologia geral da América Latina, hoje, são centrais para se pensar os avanços de uma teoria crítica da colonialidade que contribua para desconstruir a nova colonialidade que vem sendo difundida pelo neoliberalismo.

Palavras-chaves:
Sociologia geral na América Latina; Representações conceituais da América Latina; Luta anticolonial e descolonialidade

Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Instituto de Ciências Sociais - Campus Universitário Darcy Ribeiro, CEP 70910-900 - Brasília - DF - Brasil, Tel. (55 61) 3107 1537 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistasol@unb.br