Resposta de genótipos de algodoeiro à incidência de mancha de Alternaria

Edivaldo Cia Milton Geraldo Fuzatto Julio Isao Kondo Luiz Henrique Carvalho Margarida Fumiko Ito Fábio Luis Ferreira Dias Paulo Boller Gallo Sobre os autores

RESUMO

Em experimentos de campo e sob ocorrência natural do patógeno, 18 genótipos de algodoeiro, compreendendo cultivares e linhagens, foram avaliados quanto à reação à incidência de mancha de alternária, causada por (Alternaria macrospora Zimm). Foi observada alta diversidade genética da resistência ao patógeno, detectando-se a formação de quatro grupos de resposta à doença, em ambiente onde esta ocorreu com maior intensidade. Diferenças quanto à estabilidade fenotípica da resistência também foram verificadas, havendo genótipos estáveis, portanto de desempenho previsível, tanto entre o material resistente quanto no suscetível. É ressaltada, especialmente, a existência de genótipos instáveis, cujo desempenho inconsistente, conforme a intensidade de ocorrência da doença, podem levar a equívocos com respeito ao seu grau de resistência.

Palavras-chave
Gossypium hirsutum; Alternaria macrospora; resistência genética

Grupo Paulista de Fitopatologia FCA/UNESP - Depto. De Produção Vegetal, Caixa Postal 237, 18603-970 - Botucatu, SP Brasil, Tel.: (55 14) 3811 7262, Fax: (55 14) 3811 7206 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: summa.phyto@gmail.com