Development of a single uredinium inoculation method for Puccinia kuehnii, the causal agent of sugarcane orange rust

Lis Natali Rodrigues Porto Alfredo Seiiti Urashima Sobre os autores

RESUMO

O uso de variedades resistentes é o método ideal de controle das ferrugens. Entretanto, o conhecimento da diversidade do patógeno é fundamental para o sucesso dessa medida. Essa diversidade pode ser analisada fenotipica e/ou genotipicamente. Na diversidade fenotípica, a reação dos genótipos é avaliada em inoculações do patógeno advindo geralmente de várias pústulas. Uma falha nesse esquema reside no fato de não se detectar diversidade entre essas pústulas, assumindo que todas são homogêneas. Assim, o objetivo do presente trabalho foi desenvolver a técnica de inoculação monopústula de Puccinia kuehnii a ser utilizada para os estudos de diversidade de ferrugens em cana-de-açúcar. A comparação entre os dois métodos de inoculação foi feita a partir dos urediniósporos da SP89-1115 nas variedades SP89-1115 (suscetível) e RB975201 (resistente). O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado com cinco e sete repetições, respectivamente, examinando-se incubação, latência, escala de notas e área lesionada, aos 14 e 21 dias. As duas técnicas de inoculação mostraram-se significativamente iguais na variedade suscetível em todos parâmetros avaliados. Com relação ao genótipo resistente, diferença significativa foi identificada na área lesionada, diferença essa que não interferiu na classificação da reação do material, já que os valores foram abaixo de 1%. O método monopústula desenvolvido deste trabalho mostrou-se confiável, pois o perfil genotípico do fungo inoculado foi similar aos dos patógenos das pústulas produzidas.

Palavras-chave
Saccharum spp; infecção; doença; tecnologia

Grupo Paulista de Fitopatologia FCA/UNESP - Depto. De Produção Vegetal, Caixa Postal 237, 18603-970 - Botucatu, SP Brasil, Tel.: (55 14) 3811 7262, Fax: (55 14) 3811 7206 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: summa.phyto@gmail.com