Identification of the causal agent of “pata seca” in pepper crop production areas of Ecuador

Miguel Angel Quilambaqui Jara Antonio Carlos Maringoni Sobre os autores

RESUMO

A cultura do pimentão (Capsicum annuum L.) tem alta importância econômica no Equador. Apesar da área platanda ser próxima de 5704 ha, a produtividade é baixa (3,17 t ha-1) em relação aos países da região. Nos últimos anos, a propagação e o desenvolvimento de uma doença que causa a morte da planta, conhecida pelos agricultores como “pata seca”, que ocorre nas áreas de produção situadas nas províncias de Guayas e Santa Elena, tem causado elevadas perdas econômicas. Objetivou-se avaliar efeito da doença “pata seca” em plantios comerciais de pimentão durante os anos de 2013 e 2014 e identificar o agente causal da enfermidade. Visitaram-se 23 fazendas, onde foram coletadas amostras e dados. A “pata seca” foi constatada em 79,2% das amostras, com 53,6% das plantas apresentando sintomas da doença. Detectou-se nas análises das amostras coletadas em 2013 e 2014, como predominantes os fungos Sclerotium rolfsii (31,17%, 49,64%) e Fusarium spp. (29,29%, 32,37%) respectivamente. Nos testes de patogenicidade confirmaram que o S. rofsii é o principal agente causal.

Palavras-chave
Fusarium spp; Sclerotium rolfsii; fungos associados; doença do pimentão; “pata seca”

Grupo Paulista de Fitopatologia FCA/UNESP - Depto. De Produção Vegetal, Caixa Postal 237, 18603-970 - Botucatu, SP Brasil, Tel.: (55 14) 3811 7262, Fax: (55 14) 3811 7206 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: summa.phyto@gmail.com