Clinical and demographic profile of cancer patients in a consultation-liaison psychiatric service

CONTEXTO: Diversos estudos sobre interconsulta psiquiátrica mostram uma prevalência de cerca de 50% de comorbidade psiquiátrica em pacientes com câncer. No entanto, poucos registros sobre os fatores epidemiológicos que propiciam o estabelecimento desta comorbidade foram encontrados. OBJETIVO: Avaliar o perfil epidemiológico dos pacientes com câncer, internados num hospital oncológico e encaminhados para o serviço de interconsulta psiquiátrica, durante o primeiro ano de seu funcionamento. TIPO DE ESTUDO: Estudo descritivo. LOCAL: Hospital terciário de ensino privado. PARTICIPANTES: 319 pacientes encaminhados por 412 pedidos de interconsulta psiquiátrica. PROCEDIMENTOS: Todas as internações realizadas no Hospital do Câncer e todas as interconsultas solicitadas no período de agosto de 97 a julho de 98 foram registradas e analisadas. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Os dados demográficos e clínicos do paciente, os dados sobre o pedido e o fluxo do atendimento, condutas e diagnósticos do serviço de interconsulta foram analisados e comparados com os dados das internações. A distribuição do número de atendimentos foi utilizada para construir o perfil do paciente que repetidamente era encaminhado para o serviço. RESULTADOS: 59% dos pacientes apresentavam transtorno psiquiátrico; 43% destes necessitaram de medicação psicotrópica, 18,3% de psicoterapia, 22,1% de intervenção sobre a família e 20,5% de orientação para a equipe de saúde. Quase 23% das solicitações foram para reavaliações, sendo a maioria delas para pacientes do sexo masculino, mais jovens e de pior prognóstico. As reavaliações se caracterizaram por atendimentos mais prolongados, por intervenção mais complexa e por maior prevalência de transtorno depressivo. Os pacientes reavaliados constituíram um grupo problema, necessitando da elaboração de atenção psiquiátrica especial. CONCLUSÃO: Uma população de pacientes oncológicos mais jovem, predominantemente do sexo masculino e de setores não-cirúrgicos foi encaminhada ao serviço de interconsulta no seu primeiro ano de funcionamento. A prevalência de transtornos psiquiátricos foi maior do que a esperada, predominantemente os quadros de transtorno do humor. Os pacientes reavaliados constituíram um grupo prioritário na demanda do serviço, necessitando de especial atenção no desenvolvimento de intervenções psiquiátricas.

Serviço hospitalar de oncologia; Consulta; Psiquiatria; Serviços de saúde mental; Estudos de avaliação; Cancêr; Epidemiologia


Associação Paulista de Medicina - APM APM / Publicações Científicas, Av. Brigadeiro Luís Antonio, 278 - 7º and., 01318-901 São Paulo SP - Brazil, Tel.: +55 11 3188-4310 / 3188-4311, Fax: +55 11 3188-4255 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistas@apm.org.br