A válvula aórtica bicúspide e desordens relacionadas

Shi-Min Yuan Hua Jing Sobre os autores

A válvula aórtica bicúspide (VAB) é a malformação cardíaca congênita, mais comum afetando 1-2% da população, com forte predominância no sexo masculino. Indivíduos afetados podem exibir funcionamento normal da VAB, ignorando sua presença e o potencial risco de complicações associadas. Mas podem facilmente desenvolver disfunções de valva aórtica, com estenose, regurgitação, ou ambas. Hoje em dia, a VAB é reconhecida como uma síndrome incorporando alterações de valva aórtica e anormalidades da parede aórtica, inclusive dilação da aorta, dissecção ou ruptura. Doenças congênitas ou hereditárias, como defeito do septo ventricular, canal arterial patente, coartação de aorta, síndrome de Turner, síndrome de Marfan etc., podem estar frequentemente associadas com VAB. A endocardite infecciosa e ocasionalmente formação de trombo podem se desenvolver durante a vida nos pacientes com VAB. Elevação do colesterol ou proteína C-reativa pode ser observada nos resultados laboratoriais desses pacientes. Betabloqueador e estatinas são as opções de tratamento médico e reparação/substituição da valva aórtica e substituição da aorta ascendente são indicadas para pacientes com doença grave da valva aórtica e artéria aorta. Acompanhamento rigoroso por toda a vida é obrigatório quando do diagnóstico da VAB. O objetivo do presente artigo é descrever as implicações do VAB assim como suas desordens associadas e discutir as estratégias de diagnóstico e tratamento.

Aorta torácica; Valva aórtica; Doença da artéria coronariana; Cardiopatias congênitas; Endocardite


Associação Paulista de Medicina - APM APM / Publicações Científicas, Av. Brigadeiro Luís Antonio, 278 - 7º and., 01318-901 São Paulo SP - Brazil, Tel.: +55 11 3188-4310 / 3188-4311, Fax: +55 11 3188-4255 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistas@apm.org.br