Accessibility / Report Error

MIDAS (Migraine Disability Assessment): a valuable tool for work-site identification of migraine in workers in Brazil

CONTEXTO: MIDAS foi desenvolvido como um método rápido e eficaz na identificação de casos de enxaqueca para orientar auxílio médico e tratamento. Tornou-se necessário traduzir o MIDAS, originalmente escrito em inglês, para aplicar no Brasil para que pudesse ser utilizado por indivíduos de vários níveis socioeconômicos e culturais. OBJETIVO: Traduzir e aplicar MIDAS no Brasil. TIPO DE ESTUDO: Avaliação de uma amostra de indivíduos regularmente empregados em uma refinaria de petróleo. LOCAL DE EXECUÇÃO: Refinaria Presidente Bernardes, Cubatão, SP. PARTICIPANTES: 404 funcionários da empresa que responderam corretamente a um questionário para identificação e avaliação de cefaléia. Quando considerado pertinente, o funcionário tinha a opção de preencher também o MIDAS. MÉTODOS: MIDAS, originalmente escrito em inglês, foi traduzido para português do Brasil por uma neurologista e por um tradutor especializado em textos médicos. A versão final da tradução foi obtida quando, em 10 pacientes consecutivos a quem foi aplicada, o texto foi considerado claro e os resultados foram consistentes em três sessões. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Prevalência e tipos de cefaléias primárias, avaliação do MIDAS como uma ferramenta de identificação de casos mais graves. RESULTADOS: Dos 419 questionários distribuídos, recolhidos e respondidos no mesmo dia, 404 retornaram completamente preenchidos. Destes, 160 pessoas foram identificadas como portadoras de cefaléia, 44 delas considerando adequado responder também ao MIDAS. Nove destes indivíduos que responderam ao MIDAS foram identificados como casos graves de enxaqueca devido à incapacidade produzida pela doença. Uma entrevista posterior e individual confirmou estes dados. CONCLUSÃO: MIDAS traduzido para o português do Brasil foi uma ferramenta útil na identificação de casos graves de enxaqueca em um ambiente de trabalho. Os funcionários não consideraram que MIDAS fosse difícil de responder. O elevado índice de participação voluntária dos funcionários demonstrou que esta condição médica era de interesse entre os trabalhadores, portadores ou não de cefaléia.

MIDAS; Cefaléia; Enxaqueca


Associação Paulista de Medicina - APM APM / Publicações Científicas, Av. Brigadeiro Luís Antonio, 278 - 7º and., 01318-901 São Paulo SP - Brazil, Tel.: +55 11 3188-4310 / 3188-4311, Fax: +55 11 3188-4255 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistas@apm.org.br