Comparação de valores de lactato obtidos em diferentes sítios e sua importância clínica em pacientes com sepse grave

CONTEXTO E OBJETIVO: O sítio ideal de coleta do lactato não está claramente estabelecido. Este estudo objetivou avaliar a associação dos valores de lactato do sangue arterial (Lart), venoso periférico (Lper) e venoso central (Lcen) em pacientes com sepse grave ou choque séptico. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal analítico em hospital universitário terciário. MÉTODOS: Amostras de pacientes com cateter venoso central e voluntários sadios (grupo controle) foram coletadas. O sangue foi obtido de forma simultânea para medida do Lart, Lper and Lcen, sendo a primeira amostra coletada no máximo 24 horas após o início da disfunção orgânica. Resultados foram analisados usando a correlação de Pearson, os testes de Bland-Altman e McNemar. RESULTADOS: Um total de 238 amostras foi coletado em 32 pacientes. Resultados da correlação: r = 0.79 (P < 0,0001) para Lart/Lper e r = 0.84 (P < 0,0001) para Lart/Lcen. Bland-Altman mostrou largos limites de concordância, -3.2 ± 4.9 (-12.8 to 6.4) and -0.8 ± 5.9 (-12.5 to 10.8), para Lper e Lcen, respectivamente. No grupo controle, houve uma maior correlação (r = 0.9009, P = 0,0004) e concordância: -0.7 ± 1.2 (-3.1 to 1.7). No que se refere à intervenção clínica, houve boa concordância Lart/Lcen (96.3%, três não concordantes), com resultados piores encontrados para Lart/Lper (87.0%) com 10 casos não concordantes (P = 0,04). Em oito pacientes (80.0%) Lper foi mais elevado que Lart. CONCLUSÃO: Lcen, e não Lper, pode substituir Lart com boa correlação e concordância clínica. Lper tende a superestimar Lart, assim levando a intervenç ões terapêuticas desnecessárias

Ácido láctico; Perfusão; Sepse; Choque séptico; Hemodinâmica


Associação Paulista de Medicina - APM APM / Publicações Científicas, Av. Brigadeiro Luís Antonio, 278 - 7º and., 01318-901 São Paulo SP - Brazil, Tel.: +55 11 3188-4310 / 3188-4311, Fax: +55 11 3188-4255 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistas@apm.org.br