Sao Paulo Medical Journal, Volume: 124, Issue: 1, Published: 2006
  • Good news Editorial

    Atallah, Álvaro Nagib
  • Comparison between 100-g glucose tolerance test and two other screening tests for gestational diabetes: combined fasting glucose with risk factors and 50-g glucose tolerance test Original Article

    Ayach, Wilson; Costa, Roberto Antonio Araújo; Calderon, Iracema de Mattos Paranhos; Rudge, Marilza Vieira Cunha

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO E OBJETIVO: A falta de consenso sobre os protocolos de rastreamento e diagnóstico do diabetes gestacional, associada às dificuldades na realização do teste oral simplificado do diabete gestacional (o teste de tolerância a 100 g de glicose, considerado padrão-ouro) justificam a comparação com alternativas. O objetivo deste trabalho é comparar o teste padrão-ouro a dois testes de rastreamento: associação de glicemia de jejum e fatores de risco (GJ + FR) e o teste oral simplificado de tolerância a 50 g de glicose (TTG 50 g), com o teste de tolerância a 100 g de glicose (TTG 100 g). TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo de coorte longitudinal, prospectivo, realizado no Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. MÉTODOS: 341 gestantes foram submetidas aos três testes. Calcularam-se os índices de sensibilidade (S), especificidade (E), valores preditivos (VPP e VPN), razões de probabilidade (RPP e RPN) e resultados falsos (FP e FN), positivos e negativos da associação GJ + FR e do TTG 50 g em relação ao TTG 100 g. Compararam-se as médias das glicemias de uma hora pós-sobrecarga (1hPS) com 50 e 100 g. Na análise estatística, empregou-se o teste t de Student, com limite de significância de 5%. RESULTADOS: A associação GJ + FR encaminhou mais gestantes (53,9%) para a confirmação diagnóstica que o TTG 50 g (14,4%). Os dois testes foram equivalentes nos índices de S (86,4 e 76,9%), VPN (98,7 e 98,9%), RPN (0,3 e 0,27) e FN (15,4 e 23,1%). As médias das glicemias 1hPS foram semelhantes, 106,8 mg/dl para o TTG 50 g e 107,5 mg/dl para o TTG 100 g. CONCLUSÕES: Os resultados da eficiência diagnóstica associados à simplicidade, praticabilidade e custo referendaram a associação GJ + FR como o mais adequado para o rastreamento. A equivalência das glicemias de 1hPS permitiram a proposição de um novo protocolo de rastreamento e diagnóstico do diabete gestacional, com menores custo e desconforto.

    Abstract in English:

    CONTEXT AND OBJECTIVE: Lack of consensus about which screening tests to use for gestational diabetes mellitus (GDM) and difficulties in performing the gold-standard diagnostic test, the 100-g glucose tolerance test (100-g GTT), justify comparison with alternatives. The aim was to compare this with two other screening tests: combined fasting glucose with risk factors (FG + RF) and 50-g GTT. DESIGN AND SETTING: Prospective longitudinal cohort study in the Hospital School of Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. METHODS: The three tests were performed independently on 341 pregnant women. Sensitivity (S), specificity (Sp), positive (PPV) and negative (NPV) predictive values, positive (PLR) and negative (NLR) likelihood ratios, and false-positive (FP) and false-negative (FR) rates obtained with FG + RF and 50-g GTT were compared with values from 100-g GTT. The average one-hour post-intake glucose levels (1hPG) with 50-g and 100-g were compared. Student’s t test was used in the statistical analysis. RESULTS: FG + RF led more pregnant women (53.9%) to diagnostic confirmation than did 50-g GTT (14.4%). The tests were equivalent for S (86.4 and 76.9%), PPV (98.7 and 98.9%), NLR (0.3 and 0.27) and FR (15.4 and 23.1%). Average 1hPG values were similar: 50-g GTT = 106.8 mg/dl and 100-g GTT = 107.5 mg/dl. CONCLUSION: Diagnostic efficiency with simplicity, practicality and low cost make FG + RF more appropriate for screening for GDM. The equivalence of 1hPG allows a new, cheaper and less uncomfortable protocol to be proposed for screening and diagnosing GDM.
  • Computed tomography guided needle biopsy: experience from 1,300 procedures Original Article

    Chojniak, Rubens; Isberner, Rony Klaus; Viana, Luciana Marinho; Yu, Liao Shin; Aita, Alessandro Amorim; Soares, Fernando Augusto

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO E OBJETIVO: Biópsia percutânea dirigida por tomografia computadorizada (TC) é amplamente aceita como um procedimento efetivo e seguro para diagnóstico em muitas situações clínicas. Sensibilidade, especificidade e acurácia dependem do sítio de biópsia e do tipo de agulha utilizada. Alguns estudos demonstraram vantagem no uso de agulhas cortantes em relação as agulhas finas tipo "Chiba". Este estudo apresenta a experiência de um centro de oncologia em biópsias guiada por TC. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo retrospectivo realizado no Hospital do Câncer, A. C. Camargo, São Paulo, Brasil. MÉTODOS: 1.300 biópsias consecutivas executadas de julho de 1994 a fevereiro de 2000 foram analisadas. A indicação foi presença de nódulo ou massa suspeita de neoplasia maligna primária em 845 (65%) casos e de metástase em 455 (35%). 628 biópsias foram realizadas em lesões torácicas, 281 abdominais, 208 retroperitoneais, 134 músculo-esqueléticas, e 49 na região de cabeça e pescoço. 765 (59%) biópsias foram executados com agulha fina tipo "Chiba" de 22 gauge com técnica de punção aspirativa e 535 (41%) com agulha cortante automática tipo "Tru-cut" de 16 gauge ou 18 gauge. RESULTADOS: Amostra apropriada foi obtida entre 70% e 92% das punções com agulha fina e de 93 a 100% das biópsias com agulha cortante. Diagnósticos específicos variaram entre 54 a 67% para agulha fina e de 82 a 100% para agulha cortante, dependendo do local da biópsia. Os índices de obtenção de amostra adequada e diagnóstico específico sempre foram melhores para a biópsia com agulha cortante. Em 530 biópsias pulmonares ocorreram 84 pneumotóraces (16%), e dois casos de hemotóraces (0,3%). Drenagem foi necessária em 24 casos (4,9%). Em biópsias abdominais ocorreram dois casos de hemorragia importante e um caso de peritonite; dois pacientes necessitaram cirurgia. Um implante tumoral no trajeto da biópsia foi observado em portador de carcinoma renal localmente avançado. CONCLUSÃO: Ambos os tipos de agulha mostraram resultados satisfatórios, mas, em nossa visão, agulha cortante deve ser utilizada quando um diagnóstico específico é desejado, sem levar a maior incidência de complicações.

    Abstract in English:

    CONTEXT AND OBJECTIVE: Computed tomography (CT) guided biopsy is widely accepted as effective and safe for diagnosis in many settings. Accuracy depends on target organ and needle type. Cutting needles present advantages over fine needles. This study presents experience from CT guided biopsies performed at an oncology center. DESIGN AND SETTING: Retrospective study at Hospital do Câncer A. C. Camargo, São Paulo. METHODS: 1,300 consecutive CT guided biopsies performed between July 1994 and February 2000 were analyzed. Nodules or masses were suspected as primary malignancy in 845 cases (65%) or metastatic lesion in 455 (35%). 628 lesions were thoracic, 281 abdominal, 208 retroperitoneal, 134 musculoskeletal and 49 head/neck. All biopsies were performed by one radiologist or under his supervision: 765 (59%) with 22-gauge fine-needle/aspiration technique and 535 (41%) with automated 16 or 18-gauge cutting-needle biopsy. RESULTS: Adequate samples were obtained in 70-92% of fine-needle and 93-100% of cutting-needle biopsies. The specific diagnosis rates were 54-67% for fine-needle and 82-100% for cutting-needle biopsies, according to biopsy site. For any site, sample adequacy and specific diagnosis rate were always better for cutting-needle biopsy. Among 530 lung biopsies, there were 84 pneumothorax (16%) and two hemothorax (0.3%) cases, with thoracic drainage in 24 (4.9%). Among abdominal and retroperitoneal biopsies, there were two cases of major bleeding and one of peritonitis. CONCLUSION: Both types of needle showed satisfactory results, but cutting-needle biopsy should be used when specific diagnosis is desired without greater incidence of complications.
  • Effects of prone position on the oxygenation of patients with acute respiratory distress syndrome Original Article

    Rossetti, Heloisa Baccaro; Machado, Flávia Ribeiro; Valiatti, Jorge Luiz; Amaral, José Luiz Gomes do

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO E OBJETIVO: A síndrome de desconforto respiratório agudo (SDRA) é caracterizada por hipoxemia arterial e a posição em pronação (PP) é uma das estratégias de tratamento. O objetivo do trabalho é avaliar os efeitos da PP na oxigenação. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo clínico não randomizado, aberto, prospectivo, controlado, realizado em uma unidade de terapia intensiva cirúrgica de hospital universitário terciário. MÉTODOS: 41 pacientes com SDRA com idade variando entre 17 e 83 anos foram submetidos a PP durante três horas. Determinou-se a pressão parcial de oxigênio arterial imediatamente antes da mudança para PP, após 30, 60, 120 e 180 minutos em PP e 60 minutos depois de retornar para a posição dorsal (PD). Os resultados foram analisados através dos testes T pareado e Dunnett, e considerados significantes se p < 0.05. RESULTADOS: Melhora clínica significativa na oxigenação (> 15%) foi detectada em 78% dos pacientes. Após 60 minutos do retorno para a posição dorsal, o efeito persistiu em 56% dos pacientes e, após 12 e 48 horas, em 53.6% e 46.3%, respectivamente. A melhora máxima ocorreu após 30 minutos apenas em 12.5% dos respondedores e em 40,6% após 180 minutos. Não foi demonstrada associação significativa entre a resposta à PP e idade, gênero, peso, nível de pressão expiratória final positiva, volume corrente, freqüência respiratória, relação PaO2/FiO2 ou duração da ventilação mecânica. Somente uma desintubação acidental e sete casos de deterioração da oxigenação foram detectados. A mortalidade em 48 horas foi de 17%. CONCLUSÕES: Em um número significativo de pacientes com SDRA, a PP pode rapidamente melhorar a oxigenação arterial e sua inclusão no tratamento da SDRA grave está justificada. Entretanto, não se trata de uma manobra inócua e cautela é necessária quando da decisão de colocar um paciente em pronação.

    Abstract in English:

    CONTEXT AND OBJECTIVE: Acute respiratory distress syndrome (ARDS) is characterized by arterial hypoxemia, and prone position (PP) is one possible management strategy. The objective here was to evaluate the effects of PP on oxygenation. DESIGN AND SETTING: Non-randomized, open, prospective, controlled clinical trial, in a surgical intensive care unit at a tertiary university hospital. METHODS: Forty-one ARDS patients underwent PP for three-hour periods. Arterial partial oxygen pressure (PaO2) was measured immediately before changing to PP, after 30, 60, 120 and 180 minutes in PP and 60 minutes after returning to dorsal recumbent position (DP). The paired-t and Dunnett tests were used. RESULTS: A notable clinical improvement in oxygenation (> 15%) was detected in 78.0% of patients. This persisted for 60 minutes after returning to DP in 56% and lasted for 12 and 48 hours in 53.6% and 46.3%, respectively. Maximum improvement was seen after 30 minutes in 12.5% of responding patients and after 180 minutes in 40.6%. No statistically significant associations between PP response and age, gender, weight, PEEP level, tidal volume, respiratory rate, PaO2/FiO2 or duration of mechanical ventilation were detected. One accidental extubation and four cases of deterioration through oxygenation were detected. The 48-hour mortality rate was 17%. CONCLUSIONS: For a significant number of ARDS patients, PP may rapidly enhance arterial oxygenation and its inclusion for management of severe ARDS is justified. However, it is not a cost-free maneuver and caution is needed in deciding on using PP.
  • Childhood carcinoid tumors: description of a case series in a Brazilian cancer center Original Article

    Neves, Gustavo Ribeiro; Chapchap, Paulo; Sredni, Simone Treiger; Viana, Cristiano Ribeiro; Mendes, Wellington Luiz

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO E OBJETIVO: Tumores carcinóides são bastante raros, tanto em crianças quanto em adultos. Cerca de 85% deles desenvolvem-se no trato gastrintestinal. O objetivo do presente estudo foi descrever a experiência de nossa instituição com crianças tratadas de tumores carcinóides, investigando sua freqüência, achados morfológicos e resultados. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Relato de série de casos, no Departmento de Pediatria do Centro de Tratamento e Pesquisa Hospital do Câncer, São Paulo, Brasil. MÉTODOS: Análise retrospectiva de dados clinicopatológicos e resultados de crianças menores de 18 anos de idade com tumores carcinóides, admitidas entre 1º de janeiro de 1990 e 31 de dezembro de 2001. RESULTADOS: O estudo inclui nove pacientes, todos brancos, com idade média de 12,2 anos, sendo seis meninas e três meninos (2:1). O apêndice foi o sítio primário em oito casos (89%) e o brônquio esquerdo em um caso (11%). Nos primeiros, o sintoma principal foi dor abdominal que levou a apendicectomia. Apenas um paciente foi submetido a hemicolectomia direita em razão da extensão do tumor na serosa. O paciente que tinha o tumor primário no brônquio foi submetido a pneumectomia à esquerda. Todos os pacientes tinham doença localizada e estão vivos sem doença, com acompanhamento de 1 a 11 anos (média de 3,5 anos). CONCLUSÃO: Embora a maioria dos tumores carcinóides tenha sua origem no apêndice, eles podem ocorrer em outros sítios. A ressecção cirúrgica em estágios iniciais permite um bom prognóstico sem necessidade de tratamento adjuvante.

    Abstract in English:

    CONTEXT AND OBJECTIVE: Carcinoid tumors are very rare both in children and adults. About 85% of these tumors develop in the gastrointestinal tract. The objective of the present study was to describe our experience with children treated of carcinoid tumors, and investigate the frequency morphological findings and results. DESIGN AND SETTING: Report on case series, at the Department of Pediatrics of Centro de Tratamento e Pesquisa Hospital do Câncer, São Paulo. METHODS: This was a retrospective analysis of clinical pathological data and outcomes among children (< 18 years old) with carcinoid tumors admitted from January 1, 1990, to December 31, 2001. RESULTS: Nine patients (mean age 12.2 years) were included: six girls and three boys (2:1), all of them Caucasian. In eight cases (89%), the primary tumor site was the appendix and in one (11%) it was the left bronchus. For those with primary tumor in the appendix, the main complaint was abdominal pain, which led to appendectomy. Only one patient underwent right hemicolectomy due to tumor extension into the serosa. The patient with bronchial tumor underwent left pneumonectomy. All patients had localized disease and are alive and free of disease. They have had follow-ups lasting from 1 to 11 years (mean of 3.5 years). CONCLUSION: Although the majority of carcinoid tumors arise from the appendix, these tumors can also occur in other primary sites. Surgical resection at an early stage allows for good prognosis without the need for any adjuvant treatment.
  • Management of salivary gland adenoid cystic carcinoma: institutional experience of a case series Original Article

    Tincani, Alfio José; Del Negro, André; Araújo, Priscila Pereira Costa; Akashi, Hugo Kenzo; Martins, Antonio Santos; Altemani, Albina Milani; Barreto, Gilson

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO E OBJETIVO: Tumores de glândulas salivares exigem acompanhamento clínico por longos períodos devido à evolução indolente dessas neoplasias e à possibilidade tardia de recidivas locais e metástases a distância. O carcinoma adenóide cístico (CAC) compreende 10% a 15% dos tumores de glândulas salivares. O objetivo deste trabalho é analisar a conduta terapêutica, o estadiamento e o acompanhamento de pacientes com CAC em cabeça e pescoço em instituição de ensino. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo retrospectivo realizado no Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Universidade Estadual de Campinas. MÉTODOS: Revemos o tratamento do CAC de 21 pacientes tratados entre 1993 e 2003. Os pacientes foram estadiados conforme os critérios clínicos da União Internacional Contra o Câncer (UICC) de 1998 e o tratamento foi baseado na avaliação clínica e imagenológica. RESULTADOS: 11 tumores estavam localizados nas glândulas salivares maiores (52,3%), sendo sete em glândula submandibular e quatro em parótida. Em 10 pacientes (47,7%), os tumores estavam em glândulas salivares menores (todos em palato). Quando ocorreram em glândula salivar maior, a submandibular foi a mais acometida. O diagnóstico foi realizado quase sempre por punção aspirativa por agulha fina (PAAF) ou biópsia. Biópsia por congelação no intraoperatório foi realizada em seis pacientes. Obtivemos boa correlação entre o ultra-som e a PAAF. Em 16 pacientes (76%), a radioterapia pós-operatória foi realizada. Um dos pacientes (4,7%) foi a óbito pelo CAC e cinco tiveram recidivas da doença, sendo três locoregionais (14,2%) e dois (9,5%) por metástases a distância. CONCLUSÃO: Carcinoma adenóide cístico apresenta comportamento agressivo localizado. Em 21 casos, o nervo facial foi preservado, exceto nos raros pacientes com invasão grosseira pelo tumor. O tratamento baseou-se no exame físico, exames de imagem, estágio do tumor e diferenciação histológica.

    Abstract in English:

    CONTEXT AND OBJECTIVE: Salivary gland tumor management requires long-term follow-up because of tumor indolence and possible late recurrence and distant metastasis. Adenoid cystic carcinoma (ACC) accounts for 10-15% of such tumors. The aim here was to evaluate surgical and clinical management, staging and follow-up of ACC patients in one academic institution. DESIGN AND SETTING: Retrospective study at Head and Neck Service, Universidade Estadual de Campinas. METHODS: Data on 21 patients treated between 1993 and 2003 were reviewed. Management utilized clinical staging, histology and imaging. Major salivary gland tumor extent was routinely assessed by preoperative ultrasonography. Diagnosis, surgery type, margin type (negative/positive), postoperative radiotherapy and recurrence (presence/absence) were evaluated. RESULTS: There were eleven major salivary gland tumors (52.3%), seven submandibular and four parotid. Ten patients (47.7%) had minor salivary gland ACC (all in palate), while the submandibular was the most frequently affected major one. Diagnoses were mostly via fine-needle aspiration (FNA) and incision biopsy. Frozen sections were used for six patients. There was good ultrasound/FNA correlation. Sixteen (76%) had postoperative radiotherapy. One (4.7%) died from ACC and five now have recurrent disease: three (14.2%) locoregional and two (9.5%) distant metastases. CONCLUSION: Adenoid cystic carcinoma has locally aggressive behavior. In 21 cases, of ACC, the facial nerve was preserved in all except in the few with gross tumor involvement. Treatment was defined from physical examination, imaging, staging and histology.
  • Noncompaction of the left ventricle: a new cardiomyopathy is presented to the clinician Updating Article

    Moreira, Fábio Cañellas; Miglioransa, Marcelo Haertel; Mautone, Marcela Pozo; Müller, Karen Reetz; Lucchese, Fernando

    Abstract in Portuguese:

    O miocárdio não compactado do ventrículo esquerdo é uma anormalidade morfogenética que envolve a perda da compactação da trama de fibras do miocárdio durante a vida intra-uterina. É responsável por somente 0,05% dos casos avaliados em bancos de dados. Tem sido descrita em ambos os sexos, em muitos grupos étnicos e em diversas faixas etárias. Estudos de séries de casos publicados recentemente evidenciam a alta mortalidade presente nesses pacientes quando acompanhados por até 48 meses. Talvez, muitos casos até o momento tenham sido mal diagnosticados devido ao pouco conhecimento dos achados da síndrome. O diagnóstico precoce e correto deve ser tentado, e atualmente pode ser feito com critérios ecocardiográficos. A partir do diagnóstico, a investigação familiar se impõe devido aos vários casos de recorrência entre parentes.

    Abstract in English:

    Noncompaction of the left ventricular myocardium is a morphogenetic abnormality involving loss of compaction of the myocardial fiber meshwork during intrauterine life. It is an extremely rare condition, accounting for only 0.05% of the cases evaluated in databanks. It has been described in both genders, in many ethnic groups and at different ages. Recently published studies of case series have shown a high mortality rate among these patients during follow-up of up to 48 months. Many cases have so far been misdiagnosed due to poor knowledge of the findings relating to this syndrome. There needs to be an attempt at early and accurate diagnosis, because of the need to investigate the patient’s family upon such diagnosis, and today this can be achieved using echocardiographic criteria.
  • Practical ways to deal with the high burden of cardiovascular disease in hemodialysis patients Review Article

    Lima, José Jayme Galvão de

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO: A doença cardiovascular é a principal causa de morte em pacientes tratados por hemodiálise crônica. Embora a uremia por si só possa ser considerada um fator de risco cardiovascular, uma proporção significativa de pacientes tratados por diálise morre devido a problemas cardiovasculares não diretamente atribuíveis à uremia. De fato, muitas das alterações cardiovasculares e fatores de risco cardiovascular observados em pacientes renais crônicos são comuns aos que ocorrem na população geral e podem ser controlados por medidas de comprovada eficácia em indivíduos não-doentes renais. A falta de cuidados médicos apropriados durante as fases iniciais da insuficiência renal e os atuais métodos e rotinas empregadas na diálise, por não conseguirem garantir o controle adequado da hipertensão, hipervolemia e da hipertrofia ventricular, em muitos pacientes, contribuem para o aumento da pletora de problemas cardiovasculares. O autor sugere que, em adição à instituição de tratamento adequado e envio precoce aos especialistas, doentes renais crônicos devam ser submetidos a avaliação cardiovascular minuciosa visando o tratamento das alterações cardiovasculares e correção dos fatores de risco baseados nas diretivas estabelecidas para a população geral.

    Abstract in English:

    Cardiovascular disease is the main cause of death among hemodialysis patients. Although uremia by itself may be considered to be a cardiovascular risk factor, a significant proportion of dialysis patients die because of cardiovascular disease not directly attributable to uremia. Indeed, many of the cardiovascular diseases and cardiovascular risk factors in these patients are common to those occurring in the general population and are amenable to intervention. Lack of proper medical care during the early stages of renal insufficiency and present-day dialysis routines, by failing to correct hypertension, hypervolemia and left ventricular hypertrophy in many patients, may also add to the cardiovascular burden. The author suggests that, in addition to early treatment and referral to a specialist, chronic renal failure patients should undergo intensive cardiovascular screening and treatment, and correction of cardiovascular risk factors based on guidelines established for the general population.
  • Clinical suspicion and parathyroid carcinoma management Short Communication

    Montenegro, Fabio Luiz de Menezes; Tavares, Marcos Roberto; Durazzo, Marcelo Doria; Cernea, Claudio Roberto; Cordeiro, Anói Castro; Ferraz, Alberto Rosseti

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO E OBJETIVO: A abordagem adequada do carcinoma de paratireóide parece relacionada à capacidade de identificação pelo cirurgião na primeira operação. O objetivo do estudo foi avaliar o papel da suspeita clínica pré-operatória na abordagem do carcinoma de paratireóide. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Análise retrospectiva realizada no Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil. MÉTODOS: De 1995 a 2000, 143 pacientes foram operados por hiperparatireoidismo. Esses casos foram revistos para verificar se a suspeita clínica pré e intra-operatória de carcinoma de paratireóide foi útil para a realização de operação mais extensa e quais fatores melhor se relacionaram com a suspeita de carcinoma. RESULTADOS: Entre 66 casos de hiperparatireoidismo primário, houve quatro casos de carcinoma de paratireóide (6,1%), e um caso foi encontrado em hiperparatireoidismo secundário (1,3%). Nódulos palpáveis foram observados em cinco pacientes com hiperparatireoidismo primário, quatro deles com carcinoma de paratireóide. Os níveis pré-operatórios da calcemia nos casos de carcinoma de paratireóide de hiperparatireoidismo primário variaram entre 12,0 mg/dl e 18,2 mg/dl. Em dois pacientes, o tumor tinha invasão macroscópica de estruturas adjacentes. Com exceção de um caso, com doença extensa, houve ressecção completa em monobloco dos tumores. No hiperparatireoidismo secundário, o carcinoma de paratireóide foi identificado numa quinta glândula mediastinal. Houve um caso de adenoma atípico. CONCLUSÕES: O nível de calcemia muito elevado, o tumor palpável e a aderência a estruturas próximas são comuns no carcinoma de paratireóide. Esses sinais clínicos podem ser úteis na tomada de decisão nas operações sobre a glândula paratireóide.

    Abstract in English:

    CONTEXT AND OBJECTIVE: Adequate management of parathyroid carcinoma apparently relates to the surgeon’s ability to identify it at the first operation. The objective of this paper was to evaluate the role of clinical suspicion in the management of parathyroid carcinoma. DESIGN AND SETTING: Retrospective analysis of parathyroid carcinoma patients treated in Department of Head and Neck Surgery, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. METHODS: Cross-sectional study of 143 patients who underwent surgery from 1995 to 2000, due to hyperparathyroidism. These cases were reviewed to ascertain whether preoperative and intraoperative suspicion of parathyroid carcinoma were helpful during the operation, and which factors demonstrated the suspicion of cancer best. RESULTS: Among 66 patients with primary hyperparathyroidism there were four cases of parathyroid carcinoma (6.1%), and one case was found in secondary hyperparathyroidism (1.3%). Palpable nodules were found in five patients with primary hyperparathyroidism, four of them with parathyroid carcinoma. Preoperative levels of calcium in primary hyperparathyroidism with cancer patients varied from 12.0 mg/dl to 18.2 mg/dl. Two patients had gross macroscopic spread of the tumor to adjacent structures. Except for one patient, with extensive disease, tumors were resected en bloc. In secondary hyperparathyroidism, parathyroid carcinoma was found in a fifth mediastinal gland. One atypical adenoma was observed. CONCLUSIONS: High levels of calcium, palpable tumors and adherence to close structures are more common in parathyroid carcinoma. These clinical signs may be helpful for decision-making during parathyroid surgery.
  • High prevalence of morphological subtype FAB M1 in adults with de novo acute myeloid leukemia in São José dos Campos, São Paulo Short Communication

    Callera, Fernando; Mulin, Carla Cecília; Rosa, Evandro Secchi; Melo, Djanete Barbosa de; Melo, Cláudio Marcelo Tavares Pessoa de

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO E OBJETIVO: Variações geográficas têm sido demonstradas na leucemia mielóide aguda (LMA). No Brasil poucos estudos têm sido publicados nesta área. O objetivo foi demonstrar a alta prevalência do subtipo FAB M1 em adultos com LMA de novo em São José dos Campos, São Paulo. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Análise retrospectiva, no Hospital Pio XII de São José dos Campos, instituição pública e não ligada a universidade. MÉTODOS: Registros de 39 pacientes consecutivos com LMA de novo foram analisados de janeiro de 2002 até setembro de 2004. Lâminas de sangue periférico e da medula óssea sem identificação prévia foram analisadas por cinco hematologistas e classificadas de acordo com os critérios FAB. Taxas de remissão, de recaída, de mortalidade, de mortalidade de acordo com o período de tratamento, de sobrevivência e de sobrevivência livre de leucemia foram calculadas. RESULTADOS: A prevalência de cada categoria determinada por consenso entre os observadores foi M0: 0, M1: 43,6%, M2: 30,7%, M3: 12,8%, M4: -5,1%, M5: 2,6%, M6: 2,6% and M7: 2,6%. As taxas de remissão e de recaída foram de 82% e 41% respectivamente. A taxa de mortalidade foi de 69% (indução da remissão 7/39, 17.9%, pós-indução 10/32, 31,2% e de recaída 10/16, 62,5%). A taxa de sobrevivência foi de 30% e a taxa de sobrevivência livre de leucemia foi de 33%. CONCLUSÕES: O estudo demonstrou alta prevalência do subtipo FAB M1 em adultos com LMA de novo em São José dos Campos. Nossos resultados sugerem a ocorrência de diferentes prevalências de subtipos FAB nas regiões do Brasil.

    Abstract in English:

    CONTEXT AND OBJECTIVE: Geographical variations have been described in acute myelogenous leukemia (AML). In Brazil, few studies have been published on this. The aim of this study was to demonstrate the high prevalence of French-American-British (FAB) M1 subtype in adults with de novo AML in São José dos Campos, State of São Paulo, Brazil. DESIGN AND SETTING: Retrospective analysis, at Hospital Pio XII in São José dos Campos, a public non-teaching institution. METHODS: Records from 39 consecutive adult patients with de novo AML referred to Hospital Pio XII between January 2002 and September 2004 were reviewed. Peripheral blood and blood marrow smears were reviewed blindly by five hematologists and classified according to FAB criteria. The rates of remission, relapse, mortality according treatment phase, survival and leukemia-free survival were calculated. RESULTS: The prevalence of each category as determined via a consensus among five observers was M0: 0%; M1: 43.6%; M2: 30.7%; M3: 12.8%; M4: 5.1%; M5: 2.6%: M6: 2.6%; and M7: 2.6%. The remission and the relapse rates were 82% and 41% respectively. The mortality rate was 69% (induction of remission: 7/39, 17.9%; post induction: 10/32, 31.2%; and relapse: 10/16, 62.5%). The survival rate was 30% and leukemia-free survival was 33%. CONCLUSIONS: The study demonstrated a high prevalence of FAB M1 subtype in adults with de novo AML in São José dos Campos. Our data suggest the occurrence of different regional prevalences of FAB AML categories in Brazil.
Associação Paulista de Medicina - APM APM / Publicações Científicas, Av. Brigadeiro Luís Antonio, 278 - 7º and., 01318-901 São Paulo SP - Brazil, Tel.: +55 11 3188-4310 / 3188-4311, Fax: +55 11 3188-4255 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistas@apm.org.br