Scientiae Studia, Volume: 3, Número: 4, Publicado: 2005
  • Editorial

    Mariconda, Pablo Rubén
  • La reinterpretación radical del experimento de Michelson-Morley por la relatividad especial

    Cassini, Alejandro; Levinas, Leonardo

    Resumo em Espanhol:

    Pretendemos dilucidar de qué manera diferentes presupuestos teóricos producen interpretaciones radicalmente distintas de los resultados de un mismo experimento. Para ello analizamos la relatividad especial tal como fuera formulada por Einstein en 1905 y estudiamos su singular relación con los resultados del experimento de Michelson y Morley de 1887. Mostramos cómo en diversos contextos históricos es posible que un mismo experimento pueda ser enmarcado en conceptualizaciones diferentes, muchas veces incompatibles entre sí, de los fenómenos. Ello nos permite mostrar por qué la relatividad especial se impuso sobre las teorías rivales al haber hecho posible una reinterpretación de dicho experimento y ponerlo en relación con un fenómeno novedoso - la invariancia de la velocidad de la luz - que no había sido originalmente investigado. Además, nos permite responder a la pregunta acerca de cómo este experimento hubiese sido interpretado en contextos tan diferentes como el propio de la ciencia en el siglo XVII donde el movimiento de la Tierra era todavía una hipótesis cuestionable.

    Resumo em Inglês:

    We attempt to elucidate how different theoretical assumptions bring about radically different interpretations of the same experimental result. In order to do it, we analyze Einstein's special relativity as it was originally formulated in 1905. We then examine its singular relation with the result of the 1887 Michelson-Morley experiment. We point out that in diverse historical contexts one and the same experiment can be thought of as providing different - often incompatible - conceptualizations of phenomena. This permits us to show why special relativity prevailed over its rival theories. Einstein's theory made possible a new reinterpretation of Michelson-Morley experiment by relating it with a novel phenomenon, namely, the invariance of the speed of light, which was not the one originally investigated in that experiment. This fact enables us to answer the question about how this experiment could have been interpreted in a completely different historical context, such as seventeenth-century science, when Earth's orbital motion was still a questionable hypothesis.
  • O manuscrito de Einstein de 1912 como pista para o desenvolvimento da teoria da relatividade restrita Artigos

    Stachel, John

    Resumo em Português:

    Examina-se o manuscrito escrito por Einstein em 1912, mas não publicado, que faz uma revisão da teoria da relatividade restrita. Nele, identificam-se algumas pistas sobre como Einstein desenvolveu suas idéias antes de 1905. Em particular, a explicação dada para o experimento de Fizeau indica como Einstein pôde manter o princípio de constância da velocidade da luz, mesmo parecendo ser incompatível com o princípio de relatividade.

    Resumo em Inglês:

    One examines the unpublished manuscript written by Einstein in 1912, which reviews the theory of special relativity. Some clues are given in the manuscript for how Einstein developed his ideas before 1905. In particular, the explanation given for Fizeau's experiment indicates how Einstein abandoned all resistance to the principle of the constancy of the speed of light, in spite of its apparent incompatibility with the relativity principle.
  • O estilo científico de Einstein na exploração do domínio quântico (uma visão da relação entre a teoria e seu objeto) Artigos

    Paty, Michel

    Resumo em Português:

    As primeiras pesquisas físicas de Einstein (principalmente aquelas do ano de ouro de 1905) concentraram-se em dois domínios que ele tratava independentemente: o domínio atômico e radioativo, de um lado, e a teoria eletromagnética, de outro. Posteriormente essas duas direções de pesquisa cristalizaramse na direção da teoria quântica para a primeira, e das teorias da relatividade e do campo contínuo para a segunda. Pode-se discernir desde o início, ao seguir o trabalho de Einstein nessas duas direções (que ele conduzirá constantemente em paralelo), dois tipos de aproximações diferentes: uma, heurística, que põe em obra um método probabilista de investigação suscitado pela termodinâmica (cálculos de flutuações), tendo em vista caracterizar as propriedades específicas do novo domínio da física quântica; a outra, imediatamente fundamental, que organiza o trabalho teórico em torno de princípios físicos, em particular, de invariância. Esses dois modos de abordagem não correspondem a uma oposição entre duas atitudes de pensamento, empirista de um lado e teórico-racional do outro (como muitos comentadores quiseram crer, reportando-os a dois períodos distintos da obra de Einstein), mas a uma maneira diferenciada que lhe é própria de conceber o trabalho teórico, em função da inteligibilidade possível de seu objeto, em termos de conceitos e de princípios sempre pensados fisicamente. Essa maneira define o estilo próprio de Einstein enquanto pesquisador em física, ao mesmo tempo crítico e construtivo, que se constitui desde seus primeiros trabalhos.

    Resumo em Inglês:

    Einstein's first researches in physics (particularly those of the golden year 1905) delt with two domains which he treated independently: the atomic and radiative domain on one side, electrodynamics on the other side. Later on, these two directions would cristallize, the first one towards quantum theory, the second one towards the theories of relativity and of the continuous matter field. When looking at Einstein's works in both directions (which he always maintained in parallel), one sees already at the beginning two different ways of approach: a heuristic one, making use of a probabilistic method of investigation raised up from thermodynamics (calculation of fluctuations), with the aim of characterizing specific properties of the new domain of quantum physics that was breaking with known theories and concepts; and another one, decidedly fundamental, organizing the theoretical work around sound physical principles, in particular invariance principles. These two modes of approach do not show a splitting between two different attitudes of thought, an empiricist one on one side, and a theoretical-rational one on the other side (as many commentators believed, referring them to two distinct periods of Einstein's achievements), but to a differenciated manner, proper to him, of conceiving the theoretical work, in function of the possible intelligibility of its object, in terms of concepts and principles that were always thought physically. This manner defines Einstein's own style as a searcher in physics, at the same time critical and constructive, a style which was being constituted since his first works.
  • Sobre o encontro casual de Norbert Wiener com Albert Einstein em uma viagem de trem Documentos Científicos

    Paty, Michel; Freire Júnior, Olival
  • Carta de Norbert Wiener a sua irmã Bertha sobre o encontro com Einstein Documentos Científicos

  • Introdução a três textos de Einstein sobre a geometria, a teoria física e a experiência Documentos Científicos

    Paty, Michel
  • Indução e dedução na física (1919) Documentos Científicos

    Einstein, Albert
  • Geometria e experiência (1921) Documentos Científicos

    Einstein, Albert
  • Geometría no euclídea y física (1926)

    Einstein, Albert
  • Hiroshima e Nagazaki: razões para experimentar a nova arma Notas E Críticas

    Mourão, Ronaldo Rogério de Freitas
  • Divulgação científica globalizada: potencialidades e riscos Resenhas

    Freire Júnior, Olival
  • Albert Einstein: ciência, filosofia e política Resenhas

    Simon, Samuel
  • Depois do annus mirabilis de Einstein: matéria e universo Resenhas

    Souza, Edelcio Gonçalves de
  • Einstein e as interfaces entre história, filosofia e ensino de física Resenhas

    Batista, Irinéa de Lourdes
  • Notícia bibliográfica sobre Einstein na Internet Resenhas

    Bezerra, Valter Alnis
Universidade de São Paulo, Departamento de Filosofia Rua Santa Rosa Júnior, 83/102, 05579-010 - São Paulo - SP Brasil, Tel./FAX: (11) 3726-4435 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretaria@scientiaestudia.org.br
Acessibilidade / Reportar erro