COMUNICAÇÃO E SEGURANÇA DO PACIENTE NA PASSAGEM DE PLANTÃO EM UNIDADES DE CUIDADOS INTENSIVOS NEONATAIS

LA COMUNICACIÓN Y LA SEGURIDAD DEL PACIENTE EN EL CAMBIO DE TURNO EN LAS UNIDADES DE CUIDADOS INTENSIVOS NEONATALES

Mariana Itamaro Gonçalves Patrícia Kuerten Rocha Jane Cristina Anders Denise Miyuki Kusahara Andréia Tomazoni Sobre os autores

Estudo quantitativo, descritivo-exploratório, com objetivo de identificar fatores relacionados à segurança do paciente quanto à comunicação no processo de passagem de plantão das equipes de enfermagem. Realizado entre abril e maio de 2012, com 70 profissionais de enfermagem de três unidades de cuidados intensivos neonatais, através de instrumento validado sobre passagem de plantão. Para análise dos dados, utilizaram-se os testes Qui-Quadrado e t-Student. Os resultados demonstraram que os fatores que podem comprometer a segurança do paciente durante a passagem de plantão devido à interrupção e, assim, causando possível perda de importantes informações para a assistência segura, foram atrasos, saídas antecipadas, realização de cuidados e conversas paralelas. Os enfermeiros possuíam melhor percepção desses fatores, e profissionais com menor tempo de formação referiram mais informações relacionadas à "condição clínica do paciente", "medicações" e "cuidados gerais/procedimentos", não sendo uma condição comum a todos. Portanto, há indicativos de comunicação segura, tornando-se necessários treinamentos e protocolos específicos.

Segurança do paciente; Comunicação; Equipe de enfermagem; Unidades de terapia intensiva neonatal


Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Campus Universitário Trindade, 88040-970 Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, Tel.: (55 48) 3721-4915 / (55 48) 3721-9043 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: textoecontexto@contato.ufsc.br