Doação de órgãos e tecidos para transplante: recusa das famílias

Organ and tissue donation for transplant: family refusal

Donación del órgano y del tejido para transplante: denegación de la familia

Conhecer impeditivos das famílias que negaram doação de órgãos e tecidos foi o objetivo desta pesquisa exploratório descritiva quantitativa, realizada no Hospital Cristo Redentor, Rio Grande do Sul, com uma população de 74 registros das famílias que recusaram a doação em 2008. Coleta de dados retrospectiva, documental, nos formulários da Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes. Das famílias abordadas, 15,7% recusaram doação, sendo 48,6% pelo desconhecimento do desejo do potencial doador. Os outros motivos citados apontaram para 23% da manifestação do doador em vida contrária à doação, 17,6% pelo desejo da família em manter o corpo íntegro e 1,4% por convicções religiosas; 9,4% não registraram a causa da negativa. Considerando depender a doação exclusivamente de autorização familiar, mesmo com taxas de recusa consideradas aceitáveis, há necessidade de campanhas de conscientização, incentivando a população a manifestar seu desejo em doar e discutir em família a decisão tomada.

Doação; Negação; Família; Enfermagem


Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Campus Universitário Trindade, 88040-970 Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, Tel.: (55 48) 3721-4915 / (55 48) 3721-9043 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: textoecontexto@contato.ufsc.br