O crack no contexto familiar: uma abordagem fenomenológica

El crack en el contexto de la familia: una aproximación fenomenológica

O presente estudo teve como objetivo conhecer o significado para a família da convivência diária com um membro usuário do crack. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva, de natureza fenomenológica, que tomou como base para coleta dos dados empíricos a realização da entrevista fenomenológica com duas famílias de dependentes do crack, em um Centro de Atenção Psicossocial em Álcool e Outras Drogas. A análise e categorização das descrições vivenciais se processou à luz da analítica da ambiguidade, fundamentada na fenomenologia de Maurice Merleau-Ponty. Como resultados emergiram três categorias - Sobrecarga no cuidado: demonstração de amor e sofrimento; Peripécias e fantasias do usuário de crack: entre as dúvidas e as certezas; e A sombra infinda do crack à luz da cura pela fé. O estudo apresenta uma nova perspectiva sobre o uso do crack no contexto familiar, através da percepção intersubjetiva, reveladora das ambiguidades, que abre possibilidades para desvelar a vivência do outro.

Crack; Família; Relações familiares; Filosofia em enfermagem


Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Campus Universitário Trindade, 88040-970 Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, Tel.: (55 48) 3721-4915 / (55 48) 3721-9043 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: textoecontexto@contato.ufsc.br