A percepção dos profissionais e usuários da estratégia de saúde da família sobre os grupos de promoção da saúde

La percepción de los profesionales y usuarios de la estrategia de salud de la família sobre los grupos de promoción de la salud

Lucia Helena de Souza Alves Astrid Eggert Boehs Ivonete Teresinha Schülter Buss Heidemann Sobre os autores

Pesquisa qualitativa participativa, que objetivou conhecer a percepção dos usuários e profissionais da Estratégia Saúde da Família sobre grupos de saúde desenvolvidos num município do Sul do Brasil. Utilizou-se o itinerário freireano em seis círculos de cultura com usuários/profissionais de duas equipes, sendo investigados 24 temas e desvelados em duas temáticas significativas, analisados à luz da Carta de Ottawa. Os resultados indicaram que as ações de promoção da saúde realizadas nestes grupos estão fortemente alinhadas com a reorientação dos serviços de saúde e o desenvolvimento de habilidades pessoais. As ações de lazer efetuadas mostram indícios de intersetorialidade e participação social. A metodologia utilizada possibilitou aproximações entre profissionais/usuários, e diálogo em torno das situações e temáticas levantadas. Conclui-se que as ações de promoção necessitam ser ampliadas nestes grupos e que o círculo de cultura proposto por Paulo Freire é uma ferramenta possível à construção de práticas de saúde mais participativas e emancipatórias.

Promoção da saúde; Educação em saúde; Saúde da família; Enfermagem


Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Campus Universitário Trindade, 88040-970 Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, Tel.: (55 48) 3721-4915 / (55 48) 3721-9043 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: textoecontexto@contato.ufsc.br