Satisfação do usuário na perspectiva da aceitabilidade no cenário da saúde da família

Objetiva-se avaliar a aceitabilidade dos usuários quanto à oferta e prestação de assistência na Saúde da Família em Ribeirão Preto - SP, Brasil. Estudo quanti-qualitativo de caráter exploratório-descritivo, sendo entrevistados 171 usuários cadastrados nas quatro Unidades de Saúde da Família que cobrem a área básica de um serviço de referência secundária. Utilizou-se entrevista semi-estruturada com dimensões analíticas: infra-estrutura, acessibilidade, relação equipe-usuário, resolutividade. Utilizou-se estatística descritiva com cálculos de desvio padrão, média e mediana, auxiliado pelo Statistical Package for Social Science, e análise temática. Predominou: sexo feminino (87,7%), idade acima de 60 anos (31,0%) e renda mensal inferior a dois salários mínimos (34%). É apontada satisfação nas relações marcadas por afetividade e atenção, aspectos diferenciais na atenção à saúde. A insatisfação se volta: ambiência, tempo de espera alto para consultas, acessibilidade organizacional, prejudicando longitudinalidade e continuidade da assistência. Estudos desta natureza permitem expressão dos usuários, contribuindo para planejamento e controle social.

Avaliação de serviços de saúde; Atenção primária à saúde; Satisfação dos consumidores; Saúde da família


Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Campus Universitário Trindade, 88040-970 Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, Tel.: (55 48) 3721-4915 / (55 48) 3721-9043 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: textoecontexto@contato.ufsc.br