Enfrentamento do câncer em família

Enfrentamiento del cáncer en familia

Fighting cancer as a family

O objetivo deste estudo foi construir uma referência teórica das mudanças ocorridas no contexto familiar após o diagnóstico de câncer na mulher. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que utilizou como referencial teórico o Interacionismo Simbólico e a Teoria Fundamentada nos Dados como referencial metodológico. Os dados foram coletados no período de março a novembro de 2005, junto a vinte indivíduos, sendo dez mulheres portadoras de câncer e seus respectivos familiares. Foi possível compreender que esse fenômeno é constituído por três processos distintos que se inter-relacionam, sendo eles: descobrindo a doença; percebendo mudanças após o diagnóstico de câncer, e tendo que conviver com o câncer. Os resultados permitem visualizar que tanto o indivíduo como seus familiares necessitam de cuidados fornecidos por uma equipe multidisciplinar que seja capaz de identificar essas mudanças e atuar em vários aspectos que acompanha a doença em todos esses processos

Neoplasias; Enfermagem oncológica; Saúde da mulher; Saúde da família


Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Campus Universitário Trindade, 88040-970 Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, Tel.: (55 48) 3721-4915 / (55 48) 3721-9043 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: textoecontexto@contato.ufsc.br