Accessibility / Report Error

Educação em saúde e suas perspectivas teóricas: algumas reflexões

Maria Aparecida Salci Priscila Maceno Soraia Geraldo Rozza Denise Maria Guerreiro Vieira da Silva Astrid Eggert Boehs Ivonete Teresinha Schulter Buss Heidemann Sobre os autores

O objetivo do artigo foi refletir teoricamente acerca da temática educação em saúde e suas interfaces na promoção da saúde. Trata-se de um estudo teórico-reflexivo, que procurou cotejar essas práticas com as concepções da carta de Ottawa, a pedagogia libertadora de Paulo Freire, o empoderamento e a cultura, aqui compreendidos como elementos-chave para a atuação do enfermeiro na educação em saúde em ações nos serviços de saúde. Para esse percurso reflexivo, realizamos as inter-relações dessas vertentes teóricas e suas aproximações com as práticas de promoção da saúde. A partir do arcabouço teórico apresentado, podemos refletir sobre possibilidades de ampliação do cuidar, embasadas na premissa de que todos os momentos que compreendem interação com os usuários dos serviços de saúde devem ser considerados propícios para desenvolver ações de educação em saúde, haja vista o conhecimento dos enfermeiros, caracterizados como atores sociais responsáveis pelos acontecimentos no cenário da saúde.

Educação em saúde; Promoção da saúde; Enfermagem


Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Campus Universitário Trindade, 88040-970 Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, Tel.: (55 48) 3721-4915 / (55 48) 3721-9043 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: textoecontexto@contato.ufsc.br