Terapêutica medicamentosa: conhecimento e dificuldades de familiares de pessoas idosas com transtorno afetivo bipolar

Terapéutica medicamentosa: conocimiento y dificultades de familiares de personas ancianas con trastorno afectivo bipolar

Medication therapy: knowledge and difficulties of relatives of elderly people with bipolar affective disorder

Maristela Monteschi Kelly Graziani Giacchero Vedana Adriana Inocenti Miasso Sobre os autores

Este estudo descritivo quali-quantitativo teve como objetivo verificar o grau de conhecimento e dificuldades do familiar do idoso com Transtorno Afetivo Bipolar referentes ao tratamento medicamentoso prescrito para o paciente. Participaram do estudo 17 familiares de idosos com Transtorno Afetivo Bipolar atendidos em um Núcleo de Saúde Mental. Para coleta de dados empregou-se a entrevista semiestruturada e aplicação de escala. Identificou-se baixo nível de conhecimento dos familiares, especialmente sobre doses e frequência dos medicamentos prescritos. Dentre as dificuldades relacionadas ao tratamento medicamentoso dos pacientes, relatadas pelos familiares, destacaram-se a ambiguidade em relação à avaliação dos benefícios do medicamento, não aderência dos pacientes ao medicamento, sobrecarga relacionada aos cuidados referentes aos medicamentos, tratamento inadequado, preocupação com o acesso ao medicamento e utilização de bebida alcoólica pelo paciente. É imperativa a necessidade de ações educativas junto à família e sua inclusão na assistência oferecida ao paciente, como colaboradora e alvo das intervenções.

Transtorno bipolar; Adesão à medicação; Idoso; Família; Enfermagem


Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Campus Universitário Trindade, 88040-970 Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, Tel.: (55 48) 3721-4915 / (55 48) 3721-9043 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: textoecontexto@contato.ufsc.br