Programa educacional para unidades de terapia intensiva neonatais e pediátricas brasileiras

Educational program for Brazilian neonatal and pediatric intensive care units

Edna Aparecida Bussotti Eliseth Ribeiro Leão Kellen Cristensen Luiz Maria Ramos Filho Teresa Maria Uras Belem Katia Jarandilha dos Santos Sobre os autores

Trata-se de um estudo descritivo e exploratório que objetivou avaliar os padrões de qualidade em saúde em 13 unidades de terapia intensiva neonatal e pediátrica da rede pública brasileira nos períodos anteriores (diagnóstico situacional) e posteriores (reavaliação) ao desenvolvimento do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde. Foi elaborado um instrumento para avaliação diagnóstica com base na portaria n. 3.432, de 12 de agosto de 1998. A capacitação foi planejada mediante o diagnóstico situacional. Foram mensurados dez critérios de avaliação e, na fase diagnóstica, cinco apresentavam 40 % de índice de conformidade. O programa de capacitação foi estruturado em treinamento on the job (12 horas), totalizando 290 horas, e curso com visitas monitoradas (30 horas), totalizando 810 horas/homem e média de 180 horas/homem. Na reavaliação houve elevação dos índices em nove dos dez critérios avaliados. A metodologia adotada possibilitou o desenvolvimento de um programa educacional com base no diagnóstico situacional, com indicadores de treinamento satisfatórios, considerando a peculiaridade do setor público de saúde. A participação dos profissionais do hospital de excelência foi relevante para o alcance dos resultados, proporcionando espaços para discussão e troca de experiências.

responsabilidade social; Sistema Único de Saúde; educação continuada; indicadores de gestão; qualidade da assistência à saúde


Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Avenida Brasil, 4.365, 21040-360 Rio de Janeiro, RJ Brasil, Tel.: (55 21) 3865-9850/9853, Fax: (55 21) 2560-8279 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revtes@fiocruz.br
Accessibility / Report Error