Percepções e práticas de cuidadoras comunitárias no cuidado de crianças menores de três anos

Views and practices of community caregivers in providing care to children aged fewer than three years

Aida Victoria Garcia Montrone Rayla Rani Renata Kazumi Takaesu Cássia Irene Spinelli Arantes Márcia Regina Cangiani Fabbro Sobre os autores

O objetivo desta investigação foi conhecer as percepções e formas de cuidar de cuidadoras comunitárias de crianças menores de três anos. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo com análise qualitativa dos dados. A definição dos sujeitos do estudo foi realizada por meio de mapeamento de possíveis cuidadores comunitários de crianças menores de três anos de idade. Para coleta dos dados, foi utilizada entrevista semiestruturada, com 18 cuidadoras comunitárias, em suas residências. Foi realizada análise categorial temática dos dados, por meio da qual foram identificadas duas categorias: o cuidado na perspectiva do cuidador e formas de cuidar. A primeira categoria evidenciou que o cuidado de crianças menores de três anos é uma tarefa que exige responsabilidade e comprometimento. A segunda categoria mostrou que as cuidadoras priorizam a alimentação, higiene e segurança da criança e consideram o brincar importante para estimular a aprendizagem e a socialização da criança. Este estudo mostrou a necessidade de se propiciar mais espaços de diálogo entre mães, pais, outros familiares, cuidadoras comunitárias e profissionais que lidam com a infância, com o intuito de se ampliar os conhecimentos sobre o cuidado infantil.

processos educativos; cuidadoras comunitárias de crianças; cuidado da criança


Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Avenida Brasil, 4.365, 21040-360 Rio de Janeiro, RJ Brasil, Tel.: (55 21) 3865-9850/9853, Fax: (55 21) 2560-8279 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revtes@fiocruz.br