A Revista do Homem (Playboy) e a censura prévia na ditadura militar (1975-1976): entre a moral, os bons costumes e o homem contemporâneo

The Revista do Homem (Playboy) and prior censorship during the military dictatorship, (1975-1976): between morality, good morals and contemporary man

A Revista do Homem (Playboy) y la censura previa en la Dictadura Militar (1975-1976): entre la moral, las buenas costumbres y el hombre contemporâneo

Raphael Diego Greenhalgh Carlos Henrique Juvêncio da Silva Sobre os autores

RESUMO

A Revista do Homem, atualmente revista Playboy, surge na década de 1970, um período conturbado para os meios de comunicação no Brasil. Pois, desde 1968, com a instituição do AI-5, a censura era um dos meios utilizados pelo regime ditatorial para o controle de opiniões e, segundo seu discurso, preservação da família à luz da moral e dos bons costumes. Sendo uma revista erótica, seu conteúdo teve que passar pelo crivo da censura oficial, tendo seu conteúdo afetado pelos cortes impostos. O objetivo deste artigo é compreender como os censores avaliavam o conteúdo veiculado n’A Revista do Homem e qual o impacto da censura prévia em suas edições. Esta pesquisa descritiva e histórica com análise documental de 122 pareceres da censura buscou entender as minúcias do processo censório no período estudado. Conclui-se que apesar do esforço da DCDP no controle moral, existia certa permissividade, principalmente pelo entendimento de certos censores de que a revista tinha um público bem definido.

Palavras-chave:
A Revista do Homem; censura; ditadura militar; erotismo; pornografia

Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro Largo de São Francisco de Paula, n. 1., CEP 20051-070, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21) 2252-8033 R.202, Fax: (55 21) 2221-0341 R.202 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: topoi@revistatopoi.org