"Construindo a 'ordem anárquica'": algumas considerações em torno da doutrina social de Proudhon e Bakunin

"Les architectes de 'l'ordre anarchique"': quelques considerations à l'égard de la doctrine sociale de Proudhon et Bakunin

Resumos

Este artigo pretende examinar alguns aspectos da doutrina social de Proudhon e de Bakunin, procurando relacioná-los com suas propostas de transformação social.

Anarchie; ordre; révolution; histoire; nature


Cet article a Vintention d'examiner quelques aspects de la doctrine sociale de Proufhon et Bakounine en faisant le rapport avec leurs propositions de transformation sociale.

Anarchie; ordre; révolution; histoire; nature


ARTIGOS ORIGINAIS

"Construindo a 'ordem anárquica'": algumas considerações em torno da doutrina social de Proudhon e Bakunin

"Les architectes de 'l'ordre anarchique"': quelques considerations à l'égard de la doctrine sociale de Proudhon et Bakunin

Patrícia Piozzi

Departamento de Ciências Sociais Aplicadas à Educação (Decisae) - Faculdade de Educação (FE) - UNICAMP - 13081 - Campinas - SP

RESUMO

Este artigo pretende examinar alguns aspectos da doutrina social de Proudhon e de Bakunin, procurando relacioná-los com suas propostas de transformação social.

Unitermos: Anarquia; ordem; revolução; razão; história; natureza.

RÉSUMÉ

Cet article a Vintention d'examiner quelques aspects de la doctrine sociale de Proufhon et Bakounine en faisant le rapport avec leurs propositions de transformation sociale.

Unitermes: Anarchie; ordre; révolution; histoire, nature.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

NOTAS

1- Para uma análise das metáforas do mecanismo e do organismo no pensamento conservador e progressista do século XIX, conferir ROMANO, R. Conservadorismo romântico; origem do totalitarismo. São Paulo, Brasiliense, 1981; e Corpo e cristal; Marx romântico. Rio de Janeiro, Guanabara II, 1985. Os trabalhos do Prof. Romano constituíram referência fundamental em nossa pesquisa e para a redação deste artigo.

2- Para uma análise dos limites do libertarismo na doutrina anárquica, conferir ARAUJO, P.M. Domínio da regra: condição do saber e do agir; considerações sobre as experiências liberal e anarquista na República. Belo Horizonte, Faculdade de Educação da UFMG, 1988 (Dissertação de mestrado). A análise de Araujo, que conhecemos ao longo da redação deste trabalho e que versa sobre autores posteriores a Proudhon, aponta alguns problemas na teoria libertária, similares aos que detectamos em nossa leitura de Proudhon.

3- Após a publicação do Manifesto dos 60, pelo qual importantes líderes mutualistas manifestavam seu apoio às candidaturas operárias de Paris, Proudhon, apesar de manter a posição abstencionista, reconheceu nelas o primeiro momento de separação e independência política do operariado em relação aos partidos burgueses.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. BAKUNIN, M. Federalismo, socialismo y teologismo. In:. Oeuvres complètes. Paris, Champ Libre, 1973.

2. CUVILLIER, A. Proudhon. Paris, Ed. Sociales Internacionales, 1937.

3. HOBSBAWM, E. A era das revoluções. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1977.

4. HOBSBAWM, E. A era do capital. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1977.

5. PROUDHON, P.J. De la justice dans la révolution e dans L'Eglise. (IVº étude) In: Oeuvres complètes. Paris, Librairie des sciences Politiques et Sociales, 1931.

6. PROUDHON, P.J. A nova sociedade. Lisboa, Rés, s.d.

7. PROUDHON, P.J. O que é a propriedade? Lisboa, Estampa, 1975.

8. PROUDHON, P.J. Idée Générale de la Revolution are XIXº Siècle, Paris, Fédération Anarchistem, 1979.

9. ROUSSEAU, J.-J. Emile ou de l'éducation. In: Oeuvres complètes. Paris, Gallimard, 1964. v.4.

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

ANSART, P. El nascimiento dei anarquismo. Buenos Aires, Amorrortu, 1970.

ARAUJO, P.E.M. de Domínio da regra; condição do saber e do agir; considerações sobre as experiências liberal e anarquista na República. Belo Horizonte, Universidade Federal de Minas Gerais, 1988. (Tese de Mestrado)

BAKUNIN, M. Bakounine e L'Italie; 1871-1872. In:______ Oeuvres completes. Paris, Champ Libre, 1973.

GIRARDET, P. Mitos e mitologias políticas. São Paulo, Companhia de Letras, 1967.

MARX, K. Misère de la Philosophie. Paris, Ed. Sociales, 1972.

PROUDHON, P.J. La capacidadpolítica de la clase obrera. Madrid, Jucar, 1987.

ROMANO,R. Conservadorismo romântico; origem do totalitarismo. São Paulo, Brasiliense, 1981.

ROMANO, R. Corpo e cristal; Marx romântico. Rio de Janeiro, Guanabara II, 1982.

ROSSEAU, J.-J. Le contrat social. In: Oeuvres complètes. Paris, Gallimard, 1964. v.4.

TAWNEY, R.H. A religião e o surgimento do capitalismo. São Paulo, Perspectiva, 1971.

  • 1- Para uma análise das metáforas do mecanismo e do organismo no pensamento conservador e progressista do século XIX, conferir ROMANO, R. Conservadorismo romântico; origem do totalitarismo. São Paulo, Brasiliense, 1981;
  • e Corpo e cristal; Marx romântico. Rio de Janeiro, Guanabara II, 1985. Os trabalhos do Prof. Romano constituíram referência fundamental em nossa pesquisa e para a redação deste artigo.
  • 2- Para uma análise dos limites do libertarismo na doutrina anárquica, conferir ARAUJO, P.M. Domínio da regra: condição do saber e do agir; considerações sobre as experiências liberal e anarquista na República. Belo Horizonte, Faculdade de Educação da UFMG, 1988 (Dissertação de mestrado). A análise de Araujo, que conhecemos ao longo da redação deste trabalho e que versa sobre autores posteriores a Proudhon, aponta alguns problemas na teoria libertária, similares aos que detectamos em nossa leitura de Proudhon.
  • 1. BAKUNIN, M. Federalismo, socialismo y teologismo. In:. Oeuvres complètes. Paris, Champ Libre, 1973.
  • 2. CUVILLIER, A. Proudhon. Paris, Ed. Sociales Internacionales, 1937.
  • 3. HOBSBAWM, E. A era das revoluções. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1977.
  • 4. HOBSBAWM, E. A era do capital. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1977.
  • 5. PROUDHON, P.J. De la justice dans la révolution e dans L'Eglise. (IVş étude) In: Oeuvres complètes. Paris, Librairie des sciences Politiques et Sociales, 1931.
  • 6. PROUDHON, P.J. A nova sociedade. Lisboa, Rés, s.d.
  • 7. PROUDHON, P.J. O que é a propriedade? Lisboa, Estampa, 1975.
  • 8. PROUDHON, P.J. Idée Générale de la Revolution are XIXş Siècle, Paris, Fédération Anarchistem, 1979.
  • 9. ROUSSEAU, J.-J. Emile ou de l'éducation. In: Oeuvres complètes. Paris, Gallimard, 1964. v.4.
  • ANSART, P. El nascimiento dei anarquismo. Buenos Aires, Amorrortu, 1970.
  • ARAUJO, P.E.M. de Domínio da regra; condição do saber e do agir; considerações sobre as experiências liberal e anarquista na República. Belo Horizonte, Universidade Federal de Minas Gerais, 1988. (Tese de Mestrado)
  • BAKUNIN, M. Bakounine e L'Italie; 1871-1872. In:______ Oeuvres completes. Paris, Champ Libre, 1973.
  • GIRARDET, P. Mitos e mitologias políticas. São Paulo, Companhia de Letras, 1967.
  • MARX, K. Misère de la Philosophie. Paris, Ed. Sociales, 1972.
  • PROUDHON, P.J. La capacidadpolítica de la clase obrera. Madrid, Jucar, 1987.
  • ROMANO,R. Conservadorismo romântico; origem do totalitarismo. São Paulo, Brasiliense, 1981.
  • ROMANO, R. Corpo e cristal; Marx romântico. Rio de Janeiro, Guanabara II, 1982.
  • ROSSEAU, J.-J. Le contrat social. In: Oeuvres complètes. Paris, Gallimard, 1964. v.4.
  • TAWNEY, R.H. A religião e o surgimento do capitalismo. São Paulo, Perspectiva, 1971.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    29 Nov 2011
  • Data do Fascículo
    Jan 1990
Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia Av.Hygino Muzzi Filho, 737, 17525-900 Marília-São Paulo/Brasil, Tel.: 55 (14) 3402-1306, Fax: 55 (14) 3402-1302 - Marília - SP - Brazil
E-mail: transformacao@marilia.unesp.br