Perfil e padrão de consumo de crack em pacientes internados em um hospital psiquiátrico brasileiro

Silvia Mendes da Cunha Renata Brasil Araujo Lisiane Bizarro Sobre os autores

Introdução:

O uso de crack continua associado ao abuso de múltiplas drogas, e o perfil do dependente de crack em tratamento tipo internação parece estar relacionado a um padrão grave de consumo. O consumo de álcool, tabaco e outras drogas é um fator de risco para a experimentação de novas drogas, como o crack.

Objetivos:

Descrever características e padrão de consumo do crack em pacientes em tratamento tipo internação no Hospital Psiquiátrico São Pedro (Porto Alegre, Brasil) nos anos de 2011 e 2012. Além disso, identificar a sequência de consumo de álcool e cigarro prévio ao crack.

Método:

Participaram do estudo 53 homens dependentes de crack, com média de idade de 27.5±7.3 anos. Os participantes responderam a um questionário sociodemográfico, ao Alcohol, Smoking and Substance Involvement Screening Test e ao Mini Exame do Estado Mental. Os critérios de inclusão foram: dependência de cocaine (crack) baseada na 10ª edição da Classificação Internacional de Doenças (CID-10) e estar há mais de 7 dias em abstinência. Pacientes que apresentavam prejuízos cognitivos ou dificuldades de compreensão para o entendimento dos questionários foram excluídos da amostra.

Resultados:

Os participantes eram adultos jovens, com baixa escolaridade e renda, poliusuários de drogas. A maioria dos participantes realizou mais de uma tentativa de parar o consumo. Uso de drogas lícitas no início da adolescência, antes da experimentação do crack, foi identificado.

Conclusões:

O perfil do dependente de crack tratado nesse hospital aponta para um grave padrão de consumo entre usuários que procuram assistência. O uso continua frequente, associado ao consumo de outras drogas e à dificuldade de manter-se em abstinência. O padrão de progressão do uso de álcool e tabaco para a dependência de crack requer atenção quanto a políticas de prevenção.

Padrão de consumo; dependência química; cocaína crack


Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Av. Ipiranga, 5311/202, 90610-001 Porto Alegre RS/ Brasil, Tel./Fax: (55 51) 3024 4846 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: trends@aprs.org.br