Análise espacial e tendência temporal da mortalidade por suicídio em Sergipe, Brasil, 2000-2015

Allan Dantas dos Santos Luan Michell Lima Guimarães Yasmin Freire de Carvalho Luciano da Costa Viana Gledson Lima Alves Ana Caroline Rodrigues Lima Márcio Bezerra Santos Marco Aurélio de Oliveira Góes Karina Conceição Gomes Machado de Araújo Sobre os autores

Resumo

Introduçao

A Organização Mundial da Saúde define o suicídio como o ato de se matar deliberadamente. É a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo.

Objetivo

Analisar o perfil epidemiológico e a distribuição espacial dos óbitos por suicídio no estado de Sergipe.

Métodos

Foi realizado estudo ecológico e de série temporal com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) dos óbitos por suicídio ocorridos entre 2000 e 2015. Foram considerados suicídio os casos de mortes registrados como lesões voluntárias autoinfligidas. As taxas de suicídio foram estimadas e ajustadas por idade na população acima de 9 anos. Foram analisadas as tendências temporais por sexo e grupos etários usando o modelo de regressão linear simples. Para a análise espacial, foi realizada a estimativa de Kernel com o software TerraView 4.2.2.

Resultados

Foram identificados 1.560 casos de suicídio no estado de Sergipe entre 2000 e 2015, com média de 97,5 casos por ano. Observou-se um aumento de 102,3% das taxas de suicídio no estado (de 2,69/100.000 habitantes em 2000 para 5,44 em 2015). Os suicídios ocorreram predominantemente no sexo masculino (1.160 casos; 74,35%), em solteiros (1.010 casos; 64,7%) e pardos (1.039 casos; 66,6%). Foram observadas tendências temporais crescentes na população geral, especialmente entre adultos do sexo masculino. A análise espacial permitiu a construção de mapas exibindo as regiões com maiores concentrações de suicídio.

Conclusão

Observaram-se tendências crescentes de suicídio no estado de Sergipe e a análise espacial foi uma importante ferramenta ao mostrar áreas com maiores incidências de suicídio.

Suicídio; epidemiologia; estudos de séries temporais; análise espacial

Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Av. Ipiranga, 5311/202, 90610-001 Porto Alegre RS/ Brasil, Tel./Fax: (55 51) 3024 4846 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: trends@aprs.org.br